Usina Eólicas da ENGIE na Bahia ficam entre os dez parques mais eficientes do Brasil

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
A região Nordeste registrou recordes na geração eólica durante o mês de agosto, com forte contribuição das usinas da ENGIE Brasil Energia. Dois parques eólicos da empresa em operação na Bahia (Umburanas 6 e Umburanas 8) ocuparam a 2ª e 4ª colocação no ranking dos 10 projetos mais eficientes do Brasil.
A região Nordeste registrou recordes na geração eólica durante o mês de agosto, com forte contribuição das usinas da ENGIE Brasil Energia. Dois parques eólicos da empresa em operação na Bahia (Umburanas 6 e Umburanas 8) ocuparam a 2ª e 4ª colocação no ranking dos 10 projetos mais eficientes do Brasil.

O mês de agosto de 2020 foi marcado pelo registro de recordes na geração de energia eólica no Nordeste do Brasil. No dia 06 de agosto, o sistema atingiu um fator de capacidade de aproximadamente 71,6%, produzindo cerca de 9.049 MW médio, o suficiente para abastecer 94% da demanda de energia elétrica de toda a região, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A ENGIE fez parte deste marco com suas Usinas localizadas no Ceará e na Bahia, as quais somam 899,3MW de capacidade instalada. Neste dia, a ENGIE, através das suas eólicas do Nordeste, produziu cerca de 754 MW médio, o que representou 8,3% de toda energia eólica gerada na região. O Conjunto Eólico de Umburanas da ENGIE atingiu um fator de capacidade de 94% no dia do recorde.

No 22 de agosto houve um novo recorde, com pico de geração de 10.169 MW, a um fator de capacidade de 81%, o suficiente para abastecer 97% da demanda de toda a região Nordeste – mais de 18 milhões de domicílios. A ENGIE, neste dia, produziu 613,4 MW médio, o equivalente a 6,6% da geração eólica no Nordeste. A operação de Umburanas alcançou 78,57% de fator de capacidade.

“Nossa equipe local de operação e manutenção têm a missão de manter a alta disponibilidade dos aerogeradores para aproveitar a força dos ventos. O resultado do desempenho dos parques é fruto do planejamento que aloca as paradas de manutenção preventiva para momentos com menor intensidade de vento, além de contar com sistemas de análise preditiva de falhas e boas práticas visando a excelência operacional”, ressalta Mario Cusatis, gerente da Regional Nordeste da ENGIE Brasil Energia. Além da equipe local, as usinas ainda contam com a supervisão durante 24 horas do Centro de Operação da Geração, localizado em Florianópolis/SC, na sede da empresa.

Na Bahia, dois parques eólicos se posicionaram no ranking operacional dos 10 projetos mais eficientes do Brasil no mês de maio, entre os 633 parques medidos para o período. Os parques Umburanas 6 e Umburanas 8 ocuparam a 2º e 4º posição do ranking, respectivamente. Os dados são da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), compilados e divulgado pelo portal ePowerBay, formando o Ranking Operacional Eólico.

A ENGIE Brasil possui 945,7 MW provenientes de energia eólica em operação no País. As usinas estão localizadas no Ceará, com o Conjunto Eólico Trairi (259MW), e na Bahia, com os Conjuntos Eólicos Umburanas (360MW) e Campo Largo Fase 1 (326,7MW). Quando entrar em operação comercial, o Conjunto Eólico Campo Largo Fase 2, em implantação no interior da Bahia, nos municípios de Umburanas e Sento Sé, irá agregar 361,2MW, fazendo com que a ENGIE totalize mais de 1.3GW de capacidade instalada proveniente da fonte eólica.

Sobre a ENGIE

A ENGIE é a maior produtora privada de energia elétrica do Brasil, com capacidade instalada própria de 9.775 MW em 56 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade do país. O Grupo possui 90% de sua capacidade instalada no país proveniente de fontes limpas, renováveis e com baixas emissões de gases de efeito estufa.

A ENGIE também atua na comercialização de energia no mercado livre e está entre as maiores empresas em geração fotovoltaica distribuída. A empresa possui ainda um portfólio completo em soluções integradas responsáveis em reduzir custos e melhorar infraestruturas para empresas e cidades, como eficiência energética, monitoramento e gerenciamento de energia, gestão de contratos de fornecimento de eletricidade, iluminação pública, sistemas de HVAC, telecomunicação, segurança e mobilidade urbana.

Contando com 2.300 colaboradores, a ENGIE teve no país em 2018 um faturamento de R$ 9.3 bilhões.

O Grupo é uma referência global em energia e serviços de baixo carbono. Para fazer frente às mudanças climáticas, a nossa ambição é nos tornarmos líderes globais da transição para uma economia de baixo carbono para nossos clientes, em particular empresas e autoridades locais. Nós nos apoiamos em nossas atividades chave (energia renovável, gás, serviços) para oferecer soluções competitivas turnkey “as a service”.  Com os nossos 160.000 colaboradores, nossos clientes, parceiros e stakeholders, nós somos uma comunidade de Construtores Imaginativos, comprometidos a cada dia com um progresso harmonioso.

Receita em 2018: 60,6 bilhões de euros. O Grupo está cotado nas bolsas de Paris e Bruxelas (ENGI) e é representado nos principais índices financeiros (CAC 40, DJ Euro Stoxx 50, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não-financeiros (DJSI World, DJSI Europe e Euronext Vigeo Eiris – World 120, Eurozone 120, Europe 120, France 20, CAC 40 Governance).

A ENGIE está investindo na segunda fase do Projeto do Conjunto Eólico Campo Largo, que contempla 361,2 MW de capacidade instalada em 86 aerogeradores. Os parques eólicos estão em implantação no interior da Bahia, nos municípios de Umburanas e Sento Sé.
A ENGIE está investindo na segunda fase do Projeto do Conjunto Eólico Campo Largo, que contempla 361,2 MW de capacidade instalada em 86 aerogeradores. Os parques eólicos estão em implantação no interior da Bahia, nos municípios de Umburanas e Sento Sé.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113868 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]