Será impossível governar se Câmara dos Deputados confirmar derrubada de veto a reajuste de servidores, diz presidente Jair Bolsonaro; Senadores agiram como delinquentes do Orçamento Público

Presidente Jair Bolsonaro critica senadores por agirem como delinquentes do Orçamento Público.
Presidente Jair Bolsonaro critica senadores por agirem como delinquentes do Orçamento Público.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (20/08/2020) que será “impossível” governar o Brasil caso a Câmara derrube o veto que abre margem para a concessão de reajuste de servidores públicos, já derrubado na véspera pelos senadores, e frisou que a responsabilidade não é só dele de ajudar o país a “sair do buraco”.

“Ontem o Senado derrubou um veto que vai dar um prejuízo de 120 bilhões de reais para o Brasil. Então, eu não posso governar um país se (a derrubada) desse veto for mantida na Câmara, é impossível governar o Brasil”, disse o presidente a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

“A responsabilidade não é só minha, é de todo mundo a responsabilidade de ajudar o Brasil a sair do buraco”, emendou.

Na véspera, senadores derrubaram o veto de Bolsonaro a trecho do projeto que abria exceções à proibição de reajustes salariais de servidores públicos até o fim de 2021. O veto ainda tem de ser votado pela Câmara, em sessão prevista para esta quinta.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na noite de quarta que o Senado deu um “péssimo sinal” ao derrubar o veto.

“O Senado deu hoje um sinal muito ruim permitindo que justamente os recursos que foram para a crise da saúde possam se transformar em aumento de salários, isso é um péssimo sinal. Isso tem efeito sobre a taxa de juros, muito ruim, muito ruim”, afirmou Guedes a jornalistas na noite de quarta-feira. “Vamos torcer para a Câmara conseguir segurar a situação.”

A proibição da concessão de aumentos foi estabelecida como contrapartida ao auxílio federal de 60 bilhões de reais repassado a Estados e municípios para o enfrentamento da crise do coronavírus. A derrubada do veto deixa de fora da restrição categorias como as de profissionais de segurança pública, saúde, educação, agentes penitenciários e militares.

*Com informações de Ricardo Brito e de Eduardo Simões, da agência Reuters.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108867 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]