PGR fecha delação com fundador da Hypera que prevê multa recorde de R$1 bilhão, diz fonte

Vista noturna da sede da Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília.
Vista noturna da sede da Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília.

A Procuradoria-Geral da República enviou nesta segunda-feira (17/08/2020) para homologação do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a delação de João Alves de Queiroz Filho e outros ex-três executivos da Hypera Pharma, informou à Reuters uma fonte com conhecimento direto do assunto.

A colaboração de João Alves de Queiroz Filho, fundador do grupo, prevê o pagamento da maior multa da história de um acordo de delação, no valor de 1 bilhão de reais em recursos financeiros a serem pagos parceladamente. Há ainda outros 95 milhões de reais que serão bancados pelos demais delatores ligados ao grupo.

O acordo, que corre sob segredo de Justiça, é superior em valores ao firmado por Dario Messer, o chamado “doleiro dos doleiros”, firmado pela Lava Jato do Rio de Janeiro e homologado pela Justiça Federal fluminense na semana passada. Nesse acordo, a estimativa é de que o doleiro devolva 1 bilhão de reais em bens.

Procurada por e-mail, a companhia informou que não comentará a questão referente à delação.

Em abril de 2018, Queiroz Filho pediu afastamento da presidência do conselho de administração da Hypera em meio a investigações envolvendo a delação premiada de um ex-executivo da empresa, segundo reportagem da Reuters à época.

*Com informações de Ricardo Brito, da Agência Reuters.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106786 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]