‘Jornalismo em retração, poder em expansão: a segunda morte da opinião pública’ é o título da obra de Ricardo Gandour, que aborda crise na era das redes sociais da internet

Capa do livro 'Jornalismo em retração, poder em expansão: a segunda morte da opinião pública', obra de Ricardo Gandour.Capa do livro 'Jornalismo em retração, poder em expansão: a segunda morte da opinião pública', obra de Ricardo Gandour.


No prefácio da obra de Ricardo Gandour, ‘Jornalismo em retração, poder em expansão: a segunda morte da opinião pública’, Eugenio Bucci sintetiza sobre a publicação:

— Nos últimos anos, um fenômeno comunicacional tomou conta do mundo: o uso cada vez mais intenso das redes sociais por políticos de todas as instâncias. Ao mesmo tempo, o jornalismo aprofundou crises estruturais, provocadas pela queda das receitas publicitárias, pelas novas tecnologias e pelo consequente enxugamento das redações.

— Que riscos tudo isso pode trazer para as democracias? Numa época em que os efeitos devastadores das chamadas fake news são cada vez mais discutidos e que se tenta desacreditar o jornalismo profissional, Ricardo Gandour analisa o cenário de forma inédita.

— Na esteira de uma consolidada carreira como editor e dirigente de redações, ele radiografa o enxugamento das redações, compara com o crescimento vertiginoso – e por vezes perigoso – do uso das redes por políticos e indaga, baseando-se em Habermas: estaremos vivendo a segunda morte da opinião pública?

— A obra ‘Jornalismo em retração, poder em expansão’ é leitura indispensável a quem se interessa pelo campo do jornalismo e da comunicação e seus impactos na democracia, e obra de referência para os estudiosos das transformações por que passa o ecossistema da informação.

Perfil do autor

Ricardo Gandour foi diretor de conteúdo do Grupo Estado, com responsabilidade sobre o jornalismo de “O Estado de S.Paulo”, estadao.com.br, Agência Estado/Broadcast e rádios Estadão e Eldorado. É diretor do comitê editorial da Associação Nacional de Jornais (ANJ), membro do board latino-americano da Associação Mundial de Jornais, membro do conselho consultivo do Instituto Palavra Aberta e professor colaborador da ESPM.

É formado em jornalismo (Cásper Líbero) e em engenharia civil (USP-São Carlos), com cursos de extensão em Administração de Empresas (FGV-SP), Publishing (Stanford University-EUA) e Gestão Avançada (FDC/Insead). Após ter atuado como engenheiro (85-87) e consultor de empresas (Price Waterhouse, 87-89), trabalhou na Folha de S.Paulo (1990-2000), onde foi repórter, redator, editor-assistente, editor de Suplementos e diretor-fundador da editora Publifolha.

Na Editora Globo, foi diretor de publicações (2000) e diretor da unidade de negócios Época (2001). De 2002 a 2006 foi diretor executivo e editor responsável do jornal Diário de S.Paulo, naquele período de propriedade das Organizações Globo. Foi professor de jornalismo na Cásper Líbero (1992 a 1996) e professor colaborador no Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA-USP (1999-2002).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]