Incêndio em hospital de Brasília força retirada de pacientes

Bombeiros controlam incêndio no Hospital Santa Luzia, em Brasília.
Bombeiros controlam incêndio no Hospital Santa Luzia, em Brasília.

Incêndio no telhado de um hospital privado de Brasília, na manhã de sábado (29/08/2020), forçou a retirada às pressas de dezenas de pacientes que se encontravam na unidade. Segundo informações do Hospital Santa Luzia, as chamas já foram controladas pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBDF) e ninguém ficou ferido.

De acordo com o CBDF, o fogo começou por volta das 10h, na casa de máquinas, que fica no último pavimento do hospital. Ainda não se sabe a causa das chamas, que foram controladas em pouco menos de uma hora. Há um batalhão dos bombeiros a poucos metros do hospital.

Os 30 pacientes que foram evacuados preventivamente para o estacionamento já foram reinseridos na unidade, após autorização do CBDF, informou o hospital.

Controlado pela Rede D’Or, o Santa Luzia é um dos mais tradicionais hospitais privados de Brasília e durante a pandemia tornou-se referência no tratamento de covid-19 na rede privada. A unidade fica no Setor Hoteleiro Sul da cidade, onde se concentram diversos outros hospitais.

Nota do Ministério da Saúde

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, designou equipe do Ministério da Saúde para acompanhar, monitorar e passar informações sobre o incêndio no Hospital Santa Luzia, em Brasília.

O ministro demonstrou preocupação com pacientes e profissionais de saúde.

Pazuello está no Rio de Janeiro (RJ) visitando o novo prédio da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que vai abrigar o Centro de Pesquisas em Medicina de Precisão.

*Com informações da Agência Brasil.

Sobre Carlos Augusto 9513 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).