Vereador cobra que empresas devem cumprir acordo e readmitir rodoviários de Feira de Santana dispensados em maio de 2020 e diz que prefeitura não está cumprindo ‘Pacto’

Alberto Nery: muitos desses rodoviários estão na esperança e com a perspectiva de terem seus empregos de volta, mas o poder público cruza os braços e finge que não está acontecendo nada.
Alberto Nery: muitos desses rodoviários estão na esperança e com a perspectiva de terem seus empregos de volta, mas o poder público cruza os braços e finge que não está acontecendo nada.

As empresas de ônibus Rosa e São João, que operam o transporte coletivo em Feira de Santana devem cumprir agora o acordo e readmitir os 193 trabalhadores dispensados no mês de maio, sob a alegação da redução de passageiros em virtude da paralisação das principais atividades econômicas no município.

A cobrança está sendo feita pelo vereador Alberto Nery (PT). Ficou acordado, ele diz, que quando o sistema voltasse à sua normalidade, ocorreriam as readmissões. “Muitos desses rodoviários estão na esperança e com a perspectiva de terem seus empregos de volta, mas o poder público cruza os braços e finge que não está acontecendo nada”, reagiu, em pronunciamento na Câmara.

Nery observa que a maioria das atividades já voltou ao normal, exceto as escolas. Sugeriu ao secretário de Transporte (Saulo Figueiredo) “que ele possa ir com a gente analisar a situação para que uma providência seja tomada logo”. Para o petista, pode estar havendo uma estratégia para aumentar a rentabilidade da empresa “em detrimento das pessoas mais carentes que precisam desse sistema funcionando plenamente, alem dos pais e mães de família que estão desempregados”. Por isso, assinala, irá cobrar do prefeito “que a frota volte à normalidade, para que as pessoas possam ter o direito de ir e vir com tranquilidade”.

O vereador contesta críticas no sentido de responsabilizar o Sindicato dos Rodoviários pelo fato da frota operacional continuar reduzida. “Estamos à disposição para retomar a normalidade do sistema. Apenas é preciso recontratar os trabalhadores do transporte”.

Prefeitura não está cumprindo “Pacto da Feira”, afirma vereador petista

O Governo Municipal não está cumprindo o que foi proposto no “Pacto da Feira”, em relação ao Centro Comercial Popular, reclama o vereador Alberto Nery (PT). Segundo ele, em discurso na sessão desta terça-feira (18) da Câmara, “estão obrigando os camelôs a irem para lá, escravizando e privatizando o trabalho deles e não estamos aqui para dizer amém”.

Nery lembra que estava na apresentação do “Pacto” e “não foi isso o apresentado”. Para o oposicionista da administração municipal, o ex-prefeito José Ronaldo, em sua “live” na última sexta-feira, disse que convidou os ambulantes para discutir, à época do lançamento do projeto Shopping Popular, mas não está cumprindo o combinado. Ele entende que o ex-prefeito “destruiu o Centro de Abastecimento (o Shopping Popular foi erguido em área do entreposto)”. Por isso, opina, seu apoio “não vai ajudar Colbert, vai é atrapalhar”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120796 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.