Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso de Feira de Santana orienta paciente por telefone

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Fachada do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso de Feira de Santana.
Fachada do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso de Feira de Santana.

Para não interromper o atendimento a diabéticos durante a pandemia, o Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (CADH) fez adequações para a prestação do serviço, como contatos telefônicos entre médicos e pacientes, e para que o número de pessoas no órgão respeitasse os protocolos de segurança.

A coordenadora do CADH, Andreia Silva, diz que ao telefone os pacientes são orientados pelos profissionais sobre a melhor conduta em relação ao tratamento. Mais de quatro mil pessoas estão cadastradas no órgão.

Os que vão ao CADH, que é mantido pela Prefeitura de Feira de Santana, passam por uma triagem de risco: tem a temperatura e a saturação do sangue medidas, e são orientados sobre o distanciamento social.

Também são perguntados se nos últimos dez dias sentiram algum dos sintomas associados à Covid-19. Apenas são atendidos na unidade quem não apresentar nenhum destes sinais.

Para manter normal o nível de açúcar no sangue, os diabéticos, que fazem parte do grupo de risco e podem desenvolver a forma mais grave da doença, não devem suspender, mesmo que temporariamente, os medicamentos indicados pelos médicos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113826 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]