Artesãs ganham espaço para produzir e vender artigos de palha em Mata de São João

Associação Mãos Nativas de mulheres artesãs da Vila do Sauípe durante inauguração da Casa Tupinambá.
Associação Mãos Nativas de mulheres artesãs da Vila do Sauípe durante inauguração da Casa Tupinambá.

Localizada no Eco Parque Sauípe, a Casa Tupinambá é uma parceria entre a OR no Nordeste e a Prefeitura e beneficia associação de Vila do Saúipe

Em evento restrito para autoridades municipais e representantes da OR no Nordeste (ligada ao Grupo Odebrecht) e da Associação Mãos Nativas (de mulheres artesãs da Vila do Sauípe), foi inaugurada na última quarta-feira (12/08/2020)  a Casa Tupinambá. O espaço, que fica no Eco Parque Sauípe, no Litoral de Mata de São João, será onde as artesãs passarão a confeccionar e comercializar produtos de moda e de decoração, feitos à mão, com palha de sisal.

O projeto é fruto de uma contrapartida social de um empreendimento da OR para o Município e ofereceu, durante mais de um ano, consultorias sobre diversos aspectos da produção, gestão e comercialização. Desde a produção da palha até capacitação comercial – com noções em gestão de negócio, finanças, marketing, e-commerce e secretariado.

“É um projeto que propõe melhorar a vida das pessoas. Por isso temos imenso orgulho de contribuir”, diz o prefeito de Mata de São João Marcelo Oliveira. “Trata-se de uma tradição ancestral, altamente importante e rentável, mas que estava sob ameaça de se perder, uma vez que não havia despertado interesse das novas gerações” explica.

“Por isso temos que reconhecer a garra dessas mulheres perseverantes, persistentes e guerreiras, que se organizaram há 11 anos e lutaram com todas as dificuldades. Mas que agora estão tendo uma grande oportunidade de sucesso, graças às ferramentas que lhes foram apresentadas neste projeto”, destaca Oliveira

Conquistas – A Presidente da Associação Mãos, Nativas Maria Cristina, não escondia o semblante de felicidade com a conquista. Não só para as 17 integrantes da associação, mas para toda a comunidade da Vila do Sauípe. “Estamos felizes com a inauguração desse espaço. Todas nós vivemos do artesanato e vamos continuar andando”, disse a artesã.

A Oca Casa Tupinambá é mais um bonito e moderno espaço para comercialização dos produtos das mulheres artesãs. Elas já vendem suas bolsas, chapéus, carteiras, objetos de decoração, acessórios, entre outros, para resorts da região e têm um box no Centro de Artesanato da Praia do Forte. Com as consultorias de design de moda e de decoração, elas ampliaram o leque e acrescentaram mais sofisticação aos produtos. Antes só produziam bolsas.

“Sabemos que aqui produziremos e vai ser bom para todas nós. Estamos felizes e gratificadas. O objetivo é que os hotéis estabeleçam parcerias para que os hóspedes nos visite. A Oca Tupinambá é muito linda e o Eco Parque é um espaço maravilhoso. Mas os turistas têm de nos visitar”, cobra Maria Cristina.

O presidente da OR do Nordeste Eduardo Pedreira ressalta que foi a Prefeitura quem provocou a criação do projeto. O executivo diz que um dos principais objetivos foi fomentar a economia local, através do resgate das origens da região.

“Aqui começou a ser povoado pelos índios Tupinambás e essa tradição do trabalho com palha vem daí. A gente percebeu que na Vila Sauípe tem uma série de família que produzem e vivem do artesanato”, explica. “Então por que não organizar isso em uma estrutura bem feita, numa introdução de gestão pra produção e vende desses produtos?”, indaga Pedreira.

O espaço, que fica no Eco Parque Sauípe será onde as artesãs passarão a confeccionar e comercializar produtos de moda e de decoração, feitos à mão, com palha de sisal.
O espaço, que fica no Eco Parque Sauípe será onde as artesãs passarão a confeccionar e comercializar produtos de moda e de decoração, feitos à mão, com palha de sisal.
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106677 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]