Secretaria do Meio Ambiente de Feira de Santana vai monitorar cemitérios  durante pandemia

Fachada do Cemitério Piedade, em Feira de Santana.
Fachada do Cemitério Piedade, em Feira de Santana.

A legalização e a situação física dos cemitérios de Feira de Santana são alvo de uma ação preventiva que está sendo desenvolvida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam). Atende determinação do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), sobretudo, neste período de enfrentamento ao coronavírus.

De acordo com o chefe do Departamento de Educação Ambiental, João Dias, o aumento no número de sepultamentos devido a Covid-19 levou o órgão municipal a avaliar a profundidade do lençol freático, identificar o PH do solo em cada cemitério e saber qual é o índice de contaminação.

“Esse é um dos locais onde têm um dos maiores problemas ambientais”, afirma. A ideia é fazer o monitoramento da água e do solo tanto na parte interna quanto externa dos cemitérios. Também será verificado se estão licenciados.

João Dias informa que na primeira etapa dos trabalhos foi identificado o número de cemitérios. São 18, sendo 13 na zona rural e cinco na zona urbana. Somente o distrito João Durval Carneiro possui quatro deles.

Fachada do Cemitério Piedade, em Feira de Santana.
Fachada do Cemitério Piedade, em Feira de Santana.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111206 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]