Salvador: Grupo de Teatro Finos Trapos estreia temporada de Corpo Presente em plataforma virtual

A cena performática é a primeira experiência do grupo idealizada, produzida e disponibilizada virtualmente com acesso gratuito para o público.
A cena performática é a primeira experiência do grupo idealizada, produzida e disponibilizada virtualmente com acesso gratuito para o público.

Somos o resultado de nossas lembranças, de nossos afetos. Construímos o instante a partir da reconstrução de um passado vivido. A atriz Carla Lucena mergulha em seu íntimo na cena performática Corpo Presente para buscar suas memórias e reconhecimento de alteridade ao lembrar do rito de passagem de sua mãe. A cena é uma realização do Grupo de Teatro Finos Trapos e conta com a direção de Thiago Carvalho, que pela primeira vez lançam uma produção ao vivo exclusivamente em uma plataforma virtual. A estreia está marcada para o próximo dia 3 de agosto, às 19 horas, e fica em cartaz todos os dias no mesmo horário até 07 de agosto, pelo aplicativo Zoom. O acesso é gratuito e a reserva antecipada deve ser feita através do telefone.

Uma atriz sentada em sua escrivaninha redige cartas endereçadas a sua mãe, mas sem retorno. As cartas são escritas quando ela recebe à notícia de seu falecimento e precisa lidar de modo direto e prático com essa realidade. A cena vai se delineando, na medida em que a atriz desabafa sobre questões que são inerentes à morte, em que pergunta se a mãe a escuta, se ela ainda está presente, e se lembra de diversos episódios dos quais viveram.

A cada dia de apresentação, Corpo Presente recebe convidados que contribuirão para a experiência cênica. São profissionais da arte e da cultura que compartilharão com o público suas impressões, experiências e sentimentos a partir da encenação. Por ordem de apresentação, os participantes são: a atriz e gestora cultural Maria Marighella, o professor Aroldo Fernandes, a dançarina e professora Iara Cerqueira, a atriz Elis Carvalho e a performer e produtora cultural Raíça Bomfim.

A cena é uma experiência desafiadora em muitos sentidos para a atriz Carla Lucena. Com uma recente trajetória em espetáculos de comédia, ela se viu pela primeira vez em um trabalho dramático e autoral, explorando e compreendendo suas memórias mais íntimas, através de uma tela de computador. “É um grande desafio porque é um tema com o qual me debruço. Após a partida de minha mãe, tenho tentado transformar esses sentimentos. Meu desejo é me conectar, mesmo que pela tela, com quem me assiste”, afirma a atriz.

O diretor Thiago Carvalho explica que a cena performática foi primeiramente pensada para os palcos, mas os planos mudaram diante do atual contexto de quarentena. Ele detalha que “a cena começou a ser criada em sala de ensaio, presencialmente. Entretanto, por conta do isolamento social provocado pela Covid-19, o trabalho continuou a ser desenvolvido de forma virtual, para tanto foi necessária uma nova esquematização e também reflexão sobre os aspectos desenvolvidos para a criação desta cena”.

O universo concebido em Corpo Presente teve como fontes de inspiração filmografias e textos dramáticos, sobretudo o texto Uma história confusa do escritor Caio Fernando Abreu, que explora a relação da memória afetiva de dois amigos quando relatam sobre cartas que recebiam de um desconhecido. Assim, a cena extrai a interdependência entre as personagens, mãe e filha, enquanto o cerne que traz à tona o jogo de cumplicidade exposto no decorrer da narrativa.

O Grupo Finos Trapos desenvolve um trabalho contínuo de repertório de espetáculos e realização de atividades de pesquisa, produção de eventos culturais e fomento das Artes Cênicas na Bahia. Esta montagem vem celebrar os 17 anos do grupo, e toda a sua trajetória de encontros, partidas e afetos. Seu teatro contemporâneo com sotaque regional fundamentado na filosofia do trabalho em grupo e no imaginário da cultura de tradição popular nordestina já possui reconhecimento de público e crítica registrado nas indicações a Prêmios e aprovações em Editais Públicos Estaduais e Nacionais. Fazem parte do seu repertório os espetáculos: “Sussurros…” (2004), “Sagrada Folia” (2005), “Sagrada Partida” (2007), “Auto da Gamela” (2007), “Gennésius – Histriônica Epopéia de um Martírio em Flor” (2009), “Berlindo” (2011), “O Vento da Cruviana” (2014), “Mós Aì Quê” (2018), “Ponta D´areia Pedaço do Céu” (2019) e “Beira de Estrada” (2019).

Ficha Técnica

Corpo Presente

Direção e Dramaturgia: Thiago Carvalho

Intérprete, Criadora e Dramaturgia: Carla Lucena

Consultoria de cena: Frank Magalhães

Designer Visual: Yoshi Aguiar

Coordenação de Produção: Thiago Carvalho

Produção Executiva e Fotografias: Nathalia Leal

Teaser: Aroldo Fernandes

Assessoria de Comunicação: Ítalo Cerqueira e Caio Cruz

Coordenação Geral: Frank Magalhães e Thiago Carvalho

Realização: Finos Trapos Produções Culturais Artística – Grupo de Teatro Finos Trapos

Agenda

O que: Cena performática Corpo Presente

Quando: 3, 4, 5, 6 e 7 de agosto de 2020, às 19 horas

Quanto: Entrada gratuita, mediante reserva pelo telefone

Onde: Plataforma Zoom

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108726 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]