Salvador: FGM promove bate-papo ao vivo em comemoração ao Dia do Escritor e ao Julho das Pretas

Fundação Gregório de Mattos, promove bate-papo virtual ao vivo para celebrar o Dia do Escritor e o Julho das Pretas, com o tema “A Escrita da Letra M.”
Fundação Gregório de Mattos, promove bate-papo virtual ao vivo para celebrar o Dia do Escritor e o Julho das Pretas, com o tema “A Escrita da Letra M.”

A Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), promove um bate-papo virtual ao vivo, próximo sábado (25/07/2020), às 16 horas, no canal do YouTube da Fundação, para celebrar o Dia do Escritor e o Julho das Pretas, com o tema “A Escrita da Letra M.”, em homenagem à escritora imortal da Academia de Letras da Bahia e personalidade emblemática de importante representatividade religiosa, enquanto Iyalorixá do Ilê Axé Opô Afonjá, Mãe Stella de Oxóssi. Além da Iyalorixá homenageada, a letra M de Mulher reverenciará outras mulheres negras e baianas que vêm se destacando na cena literária para além das fronteias da Bahia e do Brasil, as escritoras Maria Alice Pereira da Silva, Helena Nascimento, Jenyffer Nascimento e Sara Messias. A mediação será feita pela Gerente de Bibliotecas e Promoção do Livro e Leitura da FGM (GBPLL), Jane Palma.

O Dia do Escritor começou a ser comemorado em 1960, quando realizado o primeiro Festival do Escritor Brasileiro, promovido pela União Brasileira de Escritores, quando  o então presidente da Instituição, João Peregrino Júnior e o vice-presidente, Jorge Amado, decidiram criar, naquele 25 de Julho, a data que iria homenagear todos os escritores.

Todo ano,  a Gerência de Bibliotecas e Promoção do Livro e Leitura da FGM, em parceria com diversas instituições, adere à campanha nacional “Esqueça um livro e espalhe conhecimento”, distribuindo livros em pontos de grande circulação de pessoas na cidade, como a Estação da Lapa, o Largo Dois de Julho e com o apoio de bibliotecas comunitárias em vários bairros de Salvador. Este ano, em decorrência das medidas de distanciamento social, devido a pandemia da covid-19, a mobilização precisou se adequar e migrou para o ambiente virtual.

Além do bate-papo ao vivo, a FGM vem intensificando a campanha de incentivo à leitura e publicação de obras na plataforma virtual “Caminhos Digitais da Leitura” (caminhosdigitaisdaleitura.salvador.ba.gov.br). No site é possível ler os livros na estante virtual, como clássicos da literatura brasileira, coleções do Selo Literário João Ubaldo Ribeiro e contribuições de outros escritores, como de Maria Alice Pereira da Silva com a Pedra de Xangô.

Jane Palma, gerente de Bibliotecas e Promoção do Livro e Leitura, cita o poema de Fabrício Roberto Veiga para reiterar a importância da leitura na formação do indivíduo e, consequentemente, a relevância do papel do escritor: “Ler é bom, estimula o raciocínio. Leia desde a bula de um remédio a um livro de fábulas, verás o fascinante

mundo da leitura. Uma vez dentro, é difícil sair, como uma droga ele vicia, sua vantagem que só faz bem à sua saúde mental…”.

Palma ressalta que “a FGM vem homenagear as escritoras baianas, que enfrentam com força e determinação a batalha contra o medo do desconhecido, contra as dificuldades do dia a dia, mantendo a autoestima, a graça e leveza nas suas linhas. Com isso, o tema foi pensado para comemorar o Dia do Escritor, a partir de um ícone, além de religioso, literário: a escritora, membro da Academia de Letras da Bahia, Mãe Stella de Oxóssi. Além da homenagem ao legado e a representatividade dessa guerreira na literatura, o Julho das Pretas também foi lembrado e, por meio da imagem da Iyá, que também representa a mulher e a negritude, iremos trazer outras mulheres que levantam com maestria, o poder e a força das palavras e estão desbravando o mundo com seus livros!”.

Sobre as convidadas

Helena Nascimento

Escritora, educadora, idealizadora do projeto “O que tem atrás da porta”.

Jenyffer Nascimento

Mulher negra periférica, escritora, mãe, estudante, educadora, boêmia, raiz, ventania e liberdade… Participou da coletânea Sarau do Binho e tem poemas publicados na antologia Pretextos de mulheres negras (2013), coletânea que contou com a participação de vinte e duas autoras. Seu primeiro trabalho individual é Terra fértil (Editora Mjiba, 2014).

Sara Messias

Escritora baiana lançará sua primeira obra, o livro “Aqualtune: Um sonho chamado liberdade”, sexta-feira (24), na Itália. Sua obra resgata história da lendária princesa do Congo e traduz a relação repleta de dor, crueldade e mortes do povo africano. Através de uma leitura leve e tocante, a autora convida o leitor a fazer uma verdadeira viagem no tempo nesse romance histórico, perpassando por cenários que evidenciam o sofrimento ao qual a população negra foi submetida: o Holocausto Africano e Indígena, um dos maiores crime perpetrados contra a humanidade.

 Maria Alice Pereira da Silva

Maria Alice Pereira da Silva é advogada, mestra e doutoranda em Arquitetura e Urbanismo pela UFBA. Ex-Secretária Municipal da Reparação da Cidade de Salvador, foi a primeira presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Direitos dos Afrodescendentes – OAB/BA. É sócia efetiva do IGHB (Instituto Geográfico e Histórico da Bahia) e membro do IAB (Instituto dos Advogados da Bahia). Estudiosa das questões afro-brasileiras, atua na área de direitos humanos, inclusão social e políticas públicas. Dentre suas obras de maior destaque, está o livro “Pedra de Xangô – Um Lugar Sagrado Afro-Brasileiro”, publicado pela Fundação Gregório de Mattos e que serviu como base para o processo de tombamento da Pedra.

Fundação Gregório de Mattos, promove bate-papo virtual ao vivo para celebrar o Dia do Escritor e o Julho das Pretas, com o tema “A Escrita da Letra M.”
Fundação Gregório de Mattos, promove bate-papo virtual ao vivo para celebrar o Dia do Escritor e o Julho das Pretas, com o tema “A Escrita da Letra M.”
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]