Prefeitura de Feira de Santana altera restrição de circulação; Medida é decorrente do Decreto Estadual e objetiva conter pandemia da Covid-19

Cartaz anuncia horários de funcionamento para setores essenciais de Feira de Santana.
Cartaz anuncia horários de funcionamento para setores essenciais de Feira de Santana.

Conforme prevê o decreto do Governo do Estado sobre a restrição de circulação até domingo (19/07/2020), a Prefeitura de Feira de Santana promoveu adequações no Decreto Municipal, que passam a valer a partir desta quinta-feira (16) e prosseguem até domingo (19).

Confira mudanças  

Materiais de Construção – dias 17 e 19 de julho,  das  9 às 16 horas;

Autopeças e Oficinas – dias 16 e 18 de julho, das 09h às 16h;

Construção Civil – dias 16, 17, 18 e 19 de julho, das 08 às 17h;

Material de Limpeza – dias 17 e 19 de julho, das 09h às 16h;

Transportadoras e TI – dias 16, 17, 18 e 19 de julho, das 08h às 17:30h

Todos os dias à exceção de domingo:

Padarias – Das 05:00 às 17:30

Supermercados – das 06:00 às 17:30

Postos Gasolina e Borracharias – das 05:00 às 17:30

Bancos e Lotéricas – das 08 às 17h30

Distribuidora de Água, Combustíveis e Gás – das 5:00 às 17:30

Concessionarias de Autos e Serviços Veicular – das 07:00 às 17:30

Rações, Fertilizantes e Produtos Veterinários – das 8:0O às 17:30

Clínicas e Laboratórios – das 06:00 às 17:30

Açougue, Abatedouros e Peixarias – das 06:00 às 17:30

Farmácias – Liberadas em dias e horários de conveniência.

Empresas de Segurança e Vigilância – Liberadas em dias e horários de conveniência.

Indústrias em Geral  – Liberadas em dias e horários de conveniência.

Hotéis e Pousadas –  Liberadas em dias e horários de conveniência.

O Transporte coletivo vai circular até às 20 horas e o delivery de alimentos e medicamentos fica liberado 24 horas.

Cartaz anuncia horários de funcionamento para setores essenciais de Feira de Santana.
Cartaz anuncia horários de funcionamento para setores essenciais de Feira de Santana.
Sobre Carlos Augusto 9454 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).