Mostra Interterritorial debate pesquisa científica na Agricultura Familiar e na formação de estudantes da Bahia

Secretário da Educação Jerônimo Rodrigues abriu Mostra Interterritorial Científica Tecnológica da Bahia on-line.Secretário da Educação Jerônimo Rodrigues abriu Mostra Interterritorial Científica Tecnológica da Bahia on-line.

Com o tema “Bioeconomia – diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável”, a Mostra Interterritorial Científica Tecnológica da Bahia foi aberta nesta segunda-feira (27/07/2020), integrando a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). O evento será realizado na modalidade on-line até sexta-feira (31), por meio do canal do youtube do Instituto Anísio teixeira (IAT). O encontro será composto, também, por exposição científica e tecnológica, além de mostras dos projetos científicos dos professores orientadores e estudantes pesquisadores apresentados nas feiras escolares, em seminários e na Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Essas atividades poderão ser conferidas través do endereço http://mostrainterterritorial.unilab.edu.br/.

O secretário da Educação do Estado (SEC), Jerônimo Rodrigues, destacou a importância da mostra. “É de extrema alegria uma agenda que promova uma semana de popularização da Ciência com a participação dos nossos estudantes. Também vale ressaltar a valorização das universidades públicas da Bahia em prol do desenvolvimento rural, aliando a Educação Superior com os conhecimentos tradicionais. Espero ainda que todos possam conhecer uma série de projetos que são desenvolvidos nas escolas de forma a utilizar a Ciência como busca de soluções práticas para a vivência dos estudantes”, disse.

Para o secretário de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR), Josias Gomes, o evento é um momento de integrar e discutir conhecimentos. “Sempre buscamos criar uma série de atividades que promovam a formação de especialistas que dialoguem com a Agricultura Familiar. A mostra vai ser uma boa oportunidade para apresentarmos o que está sendo feito e pensar naquilo que precisamos desenvolver em uma área que envolve mais de 1,5 milhões de profissionais”, contou.

Segundo a secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (SECTI), Adélia Pinheiro, a tecnologia entrelaçada com a vivência promove novas inovações. “Temos que estabelecer a troca entre o desenvolvimento tecnológico, a inovação e a vivência dos trabalhadores do campo. Ter um olhar para a cultura deles também nos ajuda a conhecer as demandas do campo e da produção rural. E, utilizando a tecnologia, os estudantes da Educação Básica e da Educação Profissional podem ter inseridos na sua formação o conhecimento para o empreendedorismo e a economia criativa”, disse.

Mediada pelo coordenador executivo de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (CEPEX/SDR), José Tosado, a mesa de abertura ainda contou com o reitor Roque Albuquerque, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB); o reitor Fábio José, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); o reitor Aécio Duarte, do Instituto Federal Baiano (IF Baiano); e o professor e líder quilombola Ananias Viana, do Centro de Cultura do Vale do Iguape (CECVI).

A Mostra é uma iniciativa da Rede Baiana de Ensino, Pesquisa e Extensão em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural, em parceria com as secretarias estaduais de Desenvolvimento Rural (SDR), da Educação (SEC) e de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI); a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); o Instituto Federal Baiano (IF Baiano); o Centro de Cultura do Vale do Iguape (CECVI) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). O evento é financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]