Feira de Santana em memória: Começando julho de 1949 | Por Adilson Simas

Primeiros dias de 1949, com notícias encontradas na edição nº 2.086 do Jornal Folha do Norte. Como o semanário circulou na véspera de domingo, dia de todos os esportes, foram muitas as notas principalmente sobre o “Foot-ball” e o “Basket-Ball".
Primeiros dias de 1949, com notícias encontradas na edição nº 2.086 do Jornal Folha do Norte. Como o semanário circulou na véspera de domingo, dia de todos os esportes, foram muitas as notas principalmente sobre o “Foot-ball” e o “Basket-Ball".

Vamos voltar aos primeiros dias de 1949, com notícias encontradas na edição nº 2.086 do Jornal Folha do Norte. Como o semanário circulou na véspera de domingo, dia de todos os esportes, foram muitas as notas principalmente sobre o “Foot-ball” e o “Basket-Ball”.

Sobre o futebol, o jornal por ser semanário trazia informações dos embates travados no domingo anterior. Entre eles, destaque para a “refrega” envolvendo Fluminense de Feira e Botafogo de Santo Amaro. O jogo foi no estádio local o tricolor venceu de 2 a 0.

Conta o jornal que “a chuva prejudicou terrivelmente a renda do jogo e o aspecto técnico do mesmo, pois nenhum dos dois quadros pode apresentar padrão apreciável. O Flu esteve melhor, mas não convenceu, pois Tuta não agüentou sozinho a defesa e o ataque continuam carecendo de um bom finalizador”.

Ainda sobre a “porfia”, diz o jornal: “Não foram jogados os 90 minutos. O juiz Benedito Reis viu-se forçado a interrompê-la em virtude de uma invasão do campo, motivando a prisão de dois torcedores santamarenses que desrespeitaram o delegado de polícia”.

Informa também que “chegou hoje a esta cidade procedente da Capital do Estado, o forte conjunto de ‘basket-ball” do Clube de Regatas Itapagipe com todos os seus titulares, que jogará ainda hoje contra o Colégio Santanópolis e amanhã contra o Atlântida.

Vale frisar que o time do Atlântida tinha basicamente a seguinte formação: Reginaldo (o Régis do Boteco), Arlindo (Professor Arlindo Pitombo), Barreto (Antônio Alves Barreto), Carlos (Carlos Marques da Galeria Carmac) e Oyama (Folha do Norte)

Fechando o noticiário esportivo, todo na última página, o jornal registra mais um aniversário do Bahia de Feira que fundado em 2 de julho de 1937 estava completando 12 anos de existência. Com bonito texto o jornal fala da trajetória do “Bicho Papão”.

Mudando de assunto, quem esteve na cidade foi o padre feirense “Manuel Magalhães de Araújo digno e operoso vigário de Paripiranga”. Aqui disse que a sua paróquia estava empenhada em obras sociais, entre elas a construção de uma maternidade.

O jornal recebe e registra a eleição e posse da nova diretoria da Associação Comercial, que promete “manter o maior nível possível de cordialidade com tudo que diga respeito com a defesa e engrandecimento das classes produtoras”.

Ficou assim a diretoria da Associação Comercial para biênio 1949-1951: José Elmiro de Souza (presidente), Hamilton Cohin (vice), Theodorico José Alves (1º secretário), Joselito Falcão Amorim (2º secretário) e Gerson Rocha (tesoureiro).

Também foi eleita e empossada a Comissão de Contas, assim constituída: Hermínio Santos, Frederico Simões e Alfredo Sarkis tendo como seus respectivos suplentes os sócios Osvaldo Boaventura, João Augusto Pires e Felinto Marques Cerqueira.

Registra o semanário que “ocorreu anteontem, no coração da cidade do Salvador, em frente ao Palácio do Governo, mais um crime horripilante: foi estupidamente assassinado pelo ‘chauffeur’ Eduardo Rodrigues Santos, o industrial Amado de Oliveira Bahia”.

A nota do jornal assim encerra: “Membro de tradicional e numerosa família baiana, o extinto era um moço honesto, trabalhador e ativo, sendo muito conhecido nesta cidade e no distrito de Tanquinho, onde operosamente desenvolvia suas atividades industriais”.

Pela lei nº 1 a câmara municipal “Mantém por dois anos o lançamento predial de 1948 de acordo com a lei nº 140 de 22 de dezembro de 1948”. O decreto tem as assinaturas dos vereadores Servilio Carneiro, Almachio Alves Boaventura e Antonio Leopoldo Cabral.

Com as assinaturas dos mesmos vereadores a edição do jornal publica a lei nº 2, pela qual a câmara “autoriza o poder executivo municipal a aumentar para Cr$ 3.000,00 a subvenção da Associação de Proteção à Infância de Feira de Santana”.

Aviso na página 2 com o seguinte texto: “Convido aos senhores negociantes desta praça a vir efetuar o pagamento de imposto de revisão de balanças, pesos e medidas de secos e molhados, até 31 de julho do corrente ano. O aferidor – José Inácio de Almeida Pedra”.

Afora o “aviso”, a página 2 foi toda ocupada com o lançamento do Imposto Predial da cidade. São listados proprietários de imóveis na rua Boticário Moncorvo, Intendente Freire, Intendente Abdon, Travessas da Queimadinha, Praça João Barbosa, Travessa da Chevrolet, Travessa da Rua do Fogo, o lado ímpar da Rua São José e a Rua João Evangelista.

E no mais o juiz eleitoral Alibert do Amaral Baptista publica edital convidando vários eleitores a comparecem na sala das audiências, para resolver assuntos urgentes de seus interesses.

*Adilson Simas, jornalista, atua em Feira de Santana.

Primeiros dias de 1949, com notícias encontradas na edição nº 2.086 do Jornal Folha do Norte. Como o semanário circulou na véspera de domingo, dia de todos os esportes, foram muitas as notas principalmente sobre o “Foot-ball” e o “Basket-Ball".
Primeiros dias de 1949, com notícias encontradas na edição nº 2.086 do Jornal Folha do Norte. Como o semanário circulou na véspera de domingo, dia de todos os esportes, foram muitas as notas principalmente sobre o “Foot-ball” e o “Basket-Ball”.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109840 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]