Deputado Nelson Leal exalta, em moção, os 100 anos de nascimento de Florestan Fernandes.

USP promove atividades em comemoração pelos 100 anos de Florestan Fernandes.
USP promove atividades em comemoração pelos 100 anos de Florestan Fernandes.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Nelson Leal (PP), destacou o centenário de nascimento do sociólogo Florestan Fernandes (1920-1995), celebrado hoje, em moção de aplausos apresentada à Mesa Diretora da Casa, na manhã desta quarta-feira (22/07/2020), via online.

Para o chefe da Alba, o vasto conhecimento acumulado pelo pai da sociologia crítica no país sobre a formação da sociedade brasileira, o tornaria, hoje, fundamental para nos ajudar a compreender melhor as origens das crises em que o país se encontra.

“Florestan Fernandes foi um dos maiores cientistas sociais da história brasileira. Estudou como ninguém a formação de nossa sociedade, e deixou um legado de saberes extraordinário, em mais de 50 livros publicados. Vivo estivesse, teria muito a contribuir com o Brasil atual, ante essa crise que estamos mergulhados”, escreveu, o presidente do Legislativo baiano.

O parlamentar entende que o conceito de sociologia de Florestan Fernandes e seu engajamento político com as lutas das camadas populares, o levaram a conhecer tanto a natureza do pensamento social no país. “Desde as suas origens, a sociologia se constitui como uma técnica de consciência social, orientada para a percepção e a explicação crítica do presente”, defendia, o sociólogo.

A batalha incansável de Florestan Fernandes por uma educação pública, gratuita, laica, de qualidade e inclusiva no Brasil, no âmbito de sua luta política e partidária, também foi ressaltada pelo chefe da Alba.

PEC do FUNDEB 

“Como deputado Constituinte, Florestan deu enorme contribuição à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB). Se ele tivesse nesse momento uma cadeira no Congresso Nacional, certamente estaria na luta pela PEC do Fundeb – Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica -, aprovada ontem pela Câmara dos Deputados, em primeiro turno, e de grande relevância à educação básica pública no país, bem como aos cofres das pequenas e médias Prefeituras”, comentou, Leal.

O presidente da Alba elogiou também os estudos do sociólogo acerca dos Índios Tupinambá, do negro e das populações da base da pirâmide, eternizados em sua extensa obra, citando clássicos como Organização Social dos Tupinambá (1949), Mudanças Sociais no Brasil (1960), A Revolução Burguesa no Brasil (1975) e A Integração do Negro na Sociedade de Classes (1978).

A origem pobre de Florestan Fernandes, criado em cortiços da cidade de São Paulo, a cassação de seus direitos civis e constitucionais e as duas prisões, pelo Ato Institucional nº 5, (dezembro de 1968), da mesma forma que o exílio nos Estados Unidos, lecionando nas universidades de Harvard, Columbia e Yale, e em Toronto, no Canadá, bem como os prêmios recebidos, também foram pontuados pelo parlamentar na peça legislativa.

O grande intelectual Florestan Fernandes, que promoveu uma transformação no pensamento social brasileiro, foi agraciado, em vida, com o Prêmio Jabuti, pelo livro Corpo e Alma do Brasil (1964). E, postumamente, com o Prêmio Anísio Teixeira (1996).

Depois do mandato Constituinte (1986), Florestan Fernandes foi reeleito, ainda pelo Partido dos Trabalhadores (PT), para a legislatura 1990-1994. Faleceu em 1995, aos 75 anos, no dia 10 de agosto, também em São Paulo, após complicações com um transplante de fígado.

“Florestan Fernandes foi um homem que esteve à frente de seu tempo. Prestou relevantes serviços às ciências sociais, à Constituição Federal de 1988 e à atividade política no país, deixando um legado fabuloso. Por isso, merece todo o nosso reconhecimento e aplausos”, encerrou, Nelson Leal.

Deputado Nelson Leal (PP-BA) salienta atualidade do sociólogo, ‘que seria essencial para ajudar a entender as mudanças e crises que afetam o Brasil’.
Deputado Nelson Leal (PP-BA) salienta atualidade do sociólogo, ‘que seria essencial para ajudar a entender as mudanças e crises que afetam o Brasil’.
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106820 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]