Presidente do Senado ordena retirada de invasores bolsonaristas do Congresso Nacional

Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado.
Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado Federal, deu ordens aos seguranças para que retirassem manifestantes do extremismo de direita, denominado ‘300 do Brasil’, das dependências do Congresso Nacional.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro subiram neste sábado (13/06/2020) na parte externa do prédio do Congresso Nacional e tentaram invadir áreas restritas, sendo impedidos pela polícia legislativa.

A presidência do Senado informou, em nota, que o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), acionou a polícia legislativa para fazer a retirada do grupo assim que tomou conhecimento dos fatos.

“Um grupo denominado 300 do Brasil tentou invadir áreas restritas do Congresso Nacional. O grupo chegou a subir no prédio, na parte externa onde ficam gôndolas, próximo às cúpulas do Congresso Nacional”, disse a presidência do Senado, acrescentando que a polícia estava negociando com os manifestantes de maneira pacífica.

O grupo “Os 300 do Brasil”, de inspiração paramilitar, se autodenomina como movimento de militância bolsonarista. Um acampamento dos ativistas na Esplanada dos Ministérios foi desmontado mais cedo neste sábado pela Polícia do Distrito Federal, por ordem da Secretaria de Segurança Pública.

A líder do grupo, Sara Winter, escreveu no Twitter que a tentativa de invasão ao Congresso foi uma resposta do grupo.

“Nosso acampamento foi derrubado na base da facada enquanto a gente dormia. Subimos o tom, e acabamos de invadir o Congresso!”, afirmou.

Imagens publicadas por Winter nas redes sociais mostraram um grupo de cerca de 30 pessoas caminhando perto das cúpulas do Congresso, soltando rojões e xingando o Parlamento.

Apoiadores de Bolsonaro têm realizado protestos semanalmente aos domingos com pedidos de fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF). O próprio presidente costuma comparecer aos atos para cumprimentar os manifestantes.

Retirada dos extremistas

O presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP), deu ordens aos seguranças do Senado Federal (Polícia Legislativa) para que retirassem manifestantes do grupo denominado “300 do Brasil” que ocuparam a área externa do prédio do Congresso Nacional, acima dos plenários, onde ficam as cúpulas.

De acordo com a Agência Senado, os manifestantes tentaram invadir áreas internas na tarde deste sábado (13/06/2020). Em nota, a assessoria de imprensa da Presidência do Senado informa que assim que tomou conhecimento do ato, Alcolumbre determinou a retirada do grupo.

A líder do grupo, Sara Winter, disse nas redes sociais que o acampamento que mantinham em Brasília “foi derrubado”. Na mensagem postada há cerca de duas horas, ainda declarou “subimos o tom, e acabamos de invadir o Congresso!”.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF), os manifestantes ocupavam área pública, na Esplanada dos Ministérios, o que não é permitido. “Ainda, o Decreto nº 40.509/20, que trata de medidas de enfrentamento à pandemia, proíbe aglomerações com mais de 100 pessoas em eventos que demandem a autorização prévia do GDF. A Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF) esclarece que as forças de segurança atuaram em apoio ao DF legal para desmontar os acampamentos irregulares, de acordo com a legislação local. Houve diversas tentativas de negociação para a desocupação da área, mas não houve acordo.  Os acampamentos foram desmontados sem confronto”, finaliza a nota.​

*Com informações da Agências Reuters e Brasil.

Vista aérea da Esplanada dos Ministérios em Brasília.
Vista aérea da Esplanada dos Ministérios em Brasília.
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108860 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]