FAO no Brasil monitora nuvem de gafanhotos do deserto que atinge Argentina

FAO está usando helicópteros na África para realizar operações de combate à praga.
FAO está usando helicópteros na África para realizar operações de combate à praga.

O Escritório no Brasil da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, está acompanhando a movimentação de uma invasão de gafanhotos do deserto, que ocorre no país vizinho, a Argentina.

Segundo a mídia local, as nuvens estão se formando rapidamente e podem chegar ao estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. A ONU News conversou com o agrônomo da Unidade de Programa da FAO, em Brasília, Fernando Rati, que falou sobre as formas de responder a esse fenômeno, que tem destruído plantações inteiras em países do leste da África, como o Quênia, e em outras partes.

Prevenção

“Com relação a essa onda de gafanhotos que possa atingir o Brasil nos próximos dias e nas próximas horas, o método de prevenção mais importante nesse momento é um plano de monitoramento de como está sendo o deslocamento dos gafanhotos em tempo real. Principalmente junto às autoridades dos países Argentina e Uruguai. O Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento aqui do Brasil, liderado pela ministra Tereza Cristina, já tem uma equipe de técnicos e autoridades.”

Na terça-feira, autoridades argentinas informaram que os gafanhotos do deserto haviam sido vistos na região de Santa Fé, a 250 km da fronteira com o Brasil. A informação foi dada pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural e o Ministério da Agricultura da Argentina a veículos da imprensa argentina.

O especialista da FAO contou que com a melhor forma de combater a praga é com a pulverização aérea, e citou alguns passos tomados pelas autoridades brasileiras.

Pulverizacão

“Eles estão monitorando em tempo real esse tema. Caso a concentração dos gafanhotos atinja o Brasil o ideal é que as regiões que serão afetadas, elas sejam notificadas com um determinado tempo hábil para tomar as devidas precauções. Sobre os métodos que nós temos hoje para o controle dos gafanhotos nós enxergamos os dois que têm a ver com a pulverização: o primeiro é a pulverização terrestre, utilizamos pulverizadores só que com otimizador em faixas que é mais efetivo. A pulverização aérea, por aviões, é mais eficiente que a terrestre.”

De acordo com Fernando Rati, lidar com gafanhotos requer muita atenção fitossanitária.

FAO está usando helicópteros na África para realizar operações de combate à praga.
FAO está usando helicópteros na África para realizar operações de combate à praga.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115185 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.