EUA: Em carta, policiais de Mineápolis criticam ex-policial por morte de George Floyd

Protestos em memória de George Floyd, ocorrido na quarta-feira (10/06/2020), na Cadman Plaza, Bairro Brooklyn, em Nova Iorque, EUA. Negro, George Floyd foi assassinado por policial branco, na cidade de Mineápolis.
Protestos em memória de George Floyd, ocorrido na quarta-feira (10/06/2020), na Cadman Plaza, Bairro Brooklyn, em Nova Iorque, EUA. Negro, George Floyd foi assassinado por policial branco, na cidade de Mineápolis.

Mais de uma dúzia de policiais de Mineápolis fizeram duras críticas na quinta-feira (11/06/2020) ao ex-policial acusado de matar George Floyd e disseram estar preparados para adotar “mudanças, reformas e reconstruções”.

Os 14 policiais escreveram uma carta publicada no site do jornal Minneapolis Star-Tribune depois de semanas de protestos pela morte de Floyd, de 46 anos, que teve o pescoço pressionado pelo joelho do ex-policial de Mineápolis Derek Chauvin, e de uma votação dos líderes da cidade para dissolver o departamento de polícia.

“Condenamos totalmente Derek Chauvin”, disseram os policiais na carta. “Como nós, Derek Chauvin fez um juramento de manter a inviolabilidade da vida mais preciosa. Derek Chauvin falhou como humano e tirou a dignidade e a vida de George Floyd. Isso não é o que somos.”

Chauvin, de 44 anos, foi preso em 29 de maio, quatro dias após a morte de Floyd. Ele se declarou inocente das acusações de assassinato em segundo grau e homicídio culposo. Três outros ex-policiais de Mineápolis foram acusados ​​de apoio no caso.

Os policiais que assinaram a carta disseram que mantêm suas posições no departamento de polícia de Mineápolis, que, segundo a mídia local, possui cerca de 890 policiais. Eles se descreveram “não como sindicato ou administração”, mas expressaram apoio ao chefe Medaria Arradondo.

Arradondo enfrentou pedidos de demissão após a morte de Floyd. O prefeito Jacob Frey se opôs à votação de nove membros do conselho da cidade para começar a dissolver o departamento.

“Estamos prontos para ouvir e abraçar pedidos de mudanças, reformas e reconstruções”, escreveram os 14 policiais. “Estamos avançando com vocês. Queremos trabalhar com vocês e recuperar sua confiança.”

*Com informações de Dan Whitcomb, da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114924 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.