Deputado Nelson Leal diz que morte do jornalista Teixeira Gomes “é perda, sem reposição, para os combatentes pela liberdade”; Políticos registram pesar

João Carlos Teixeira Gomes (Salvador, 9 de março de 1936), é jornalista, professor universitário e escritor.
Jornalista João Carlos Teixeira Gomes (Joca) morre aos 84 anos.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Nelson Leal, disse, hoje (19/06/2020), que a Bahia e o Brasil perdem, com a morte do jornalista, escritor, ensaísta e poeta João Carlos Teixeira Gomes, o Joca, um dos maiores combatentes pela liberdade. “É uma perda sem reposição, porque Joca, o ‘Pena de Aço’ dedicou sua vida inteira ao bom combate, lutando contra a censura, o arbítrio e toda e qualquer forma de cerceamento da liberdade, fundador e líder editorial do Jornal da Bahia por 20 anos. É um grande soldado a menos na luta contra qualquer tipo de ditadura, cujo fantasma ameaça voltar ao Brasil, mas, que não terá sucesso. As instituições brasileiras estão consolidadas e prontas para repelir qualquer tentativa de retrocesso democrático”, destacou Leal em sua Moção de Pesar a Teixeira Gomes, falecido na noite de ontem, aos 84 anos.

Filho de José Teixeira Gomes, primeiro goleiro do Esporte Clube Bahia, João Carlos Teixeira Gomes nasceu em Salvador, em 9 de março de 1936 e, ao lado de Florisvaldo Mattos, Fernando da Rocha Perez, Glauber Rocha, Calazans Neto, Sante Scaldaferri, Sônia Coutinho, João Ubaldo Ribeiro, entre outros, integrou, nos anos 1950, um grupo de jovens escritores e intelectuais que ficaria conhecido como a Geração Mapa. Diplomou-se, em 1961, pela Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia, foi professor de Literatura Brasileira na mesma universidade, assim como também Mestre na Faculdade de Comunicação, sendo responsável pela formação de inúmeros jornalistas baianos.

Foi jornalista profissional por mais de 20 anos, tendo se notabilizado no Jornal da Bahia, como um de seus fundadores, em 1958, sendo, sucessivamente, repórter, secretário, chefe de reportagem, redator-chefe e editorialista. Escritor, tem inúmeras obras publicadas, como “Glauber Rocha, esse Vulcão”, “Memória das Trevas”, “A Brava Travessia – Memórias, viagens e artigos do Pena de Aço”, “A Arca dos meus tesouros”, entre outros.

Nota de pesar da deputada Lídice da Mata

“A Bahia amanhece mais triste com a partida de João Carlos Teixeira Gomes, o nosso querido Joca ou Pena de Aço, apelido carinhoso recebido pela habilidade em redigir textos. Ser humano fantástico, doce e amigo, Joca deixará um imenso vazio em todos nós que o amavam. Meus sentimentos a todos os amigos e parentes deste brilhante jornalista, autor de diversos livros e artigos sensacionais.”, registra deputada Lídice da Mata (PSB-BA).

Prefeito de Feira de Santana destaca figura histórica de “Joca” no jornalismo baiano

“A história do jornalismo baiano não pode ser contada sem a citação do nome João Carlos Teixeira Gomes”. Destaca o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, ao lamentar a morte do jornalista carinhosamente conhecido como “Joca”.

“As qualidades de João Carlos Teixeira Gomes são marcantes como escritor e como jornalista, especialmente sua trajetória no Jornal da Bahia e pela grande obra literária que deixa. Os novos jornalistas têm a obrigação de conhecer a história desse homem, pois é um exemplo para a profissão”, salienta o prefeito.

O jornalista e escritor João Carlos Teixeira Gomes, 84 anos, morreu depois de passar uma semana internado. Ele teve um AVC há cerca de 3 anos e, desde então, sua saúde nunca mais foi a mesma.

Jornalista João Carlos Teixeira Gomes (Joca) morre aos 84 anos.
Jornalista João Carlos Teixeira Gomes (Joca) morre aos 84 anos.
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107981 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]