Banco Mundial prevê pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial; Contração econômica deve atingir 5,2% em 2020

Previsão do Banco Mundial é que até 100 milhões caiam na pobreza extrema em 2020.
Previsão do Banco Mundial é que até 100 milhões caiam na pobreza extrema em 2020. Nova onda de contaminação com Covid-19 pode agravar recuperação.

A crise da pandemia deve levar a uma contração econômica global de 5,2% este ano, a previsão é do Banco Mundial. Essa seria a “recessão mais profunda desde o final da Segunda Guerra Mundial”, em 1945.

Na Atualização das “Perspectivas Econômicas Globais”, a instituição destaca que o mundo enfrenta uma crise econômica e de saúde sem precedentes devido à Covid-19.

Pobreza

O rendimento per capita deverá cair 3,6%, uma razão que leva os economistas da instituição a projetar que o número de pessoas na extrema pobreza aumente para a faixa entre 70 milhões e 100 milhões em 2020.

Economia mundial entrará em recessão em 2020 com uma perda prevista de receita global de trilhões de dólares. , by © MSC shipping
A atividade econômica entre as economias avançadas deve baixar 7% em 2020, com a paralisação severa na demanda e oferta em nível interno, aliadas a reduções no comércio e nas finanças.

Nos Estados Unidos, a previsão é de que o Produto Interno Bruto, PIB, caia 7% em 2020, e venha a crescer até 3,9% em 2021. Já a China, a segunda maior economia do mundo, poderá desacelerar até 1%, para recuperar até 6,9% no próximo ano.

Em 19 países europeus que usam o euro, o Banco Mundial estima uma redução de 9,1% este ano, seguido de um crescimento de 4% no próximo.

Comércio

Os mercados emergentes e economias em desenvolvimento devem encolher 2,5% em 2020, a primeira contração verificada em pelo menos 60 anos no grupo.

Os países onde a pandemia foi mais grave deverão sofrer ainda mais, por causa da forte dependência em relação ao comércio global, ao turismo, à exportação de commodities e ao financiamento externo.

A magnitude da queda deve variar de região para região, mas as vulnerabilidades pioram com os choques externos. Além disso, é provável que as interrupções em escolas e no acesso à atenção primária tenham impactos duradouros no desenvolvimento do capital humano.

Desde o anúncio da pandemia, o Banco Mundial está tomando ações para apoiar países em desenvolvimento a fortalecer suas respostas à crise global de saúde. , by Banco Mundial/Simone D. McCourte
Com a forte contração, espera-se que a quantidade de renda por pessoa caia de forma acentuada, com quedas per capita de mais de 90% dos mercados emergentes e países em desenvolvimento.

Para todas essas nações, prevê-se uma queda média de 6,2% na renda per capita, muito maior que os 2,9% observados na recessão financeira de 2009.

Coronavírus

A estimativa de contração de 5,2% na produção global devido à Covid-19 está 7,7 pontos percentuais abaixo das previsões de janeiro. Nessa altura, o Banco Mundial previa que a economia global avançasse 2,5% este ano.

Os economistas alertaram que a base das novas previsões é a suposição de que que o pior do surto de coronavírus estava chegando ao fim, e que as economias se recuperariam rapidamente com a reabertura anunciada por alguns governos.

Caso haja uma segunda onda do vírus que venha a interromper a atividade econômica no final deste ano, o crescimento cairá ainda mais e a recuperação será mais fraca no próximo ano.

Alguns países deverão sofrer ainda mais por causa da forte dependência em relação ao comércio global.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109903 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]