Rede de voluntários faz doação de máscaras e viseiras de proteção na Bahia

Iniciada em São Paulo, a campanha alcançou o Rio de Janeiro e Pernambuco e chega à Bahia, onde começa a distribuir mais de 20 mil máscaras e viseiras para instituições e comunidades.Iniciada em São Paulo, a campanha alcançou o Rio de Janeiro e Pernambuco e chega à Bahia, onde começa a distribuir mais de 20 mil máscaras e viseiras para instituições e comunidades.
Iniciada em São Paulo, a campanha alcançou o Rio de Janeiro e Pernambuco e chega à Bahia, onde começa a distribuir mais de 20 mil máscaras e viseiras para instituições e comunidades.

Iniciada em São Paulo, a campanha alcançou o Rio de Janeiro e Pernambuco e chega à Bahia, onde começa a distribuir mais de 20 mil máscaras e viseiras para instituições e comunidades.

“Uma pessoa pode sim fazer diferença, muita gente quer ajudar, mas não sabe como”, com esse pensamento a produtora baiana, radicada em São Paulo, Clarice Philigret criou a campanha Doe Máscaras Brasil, uma rede multiplicadora de solidariedade que já contagiou mais de 120 voluntários em diversas cidades e está atuando em sete estados. Iniciada em São Paulo, a campanha alcançou o Rio de Janeiro e Pernambuco e chega à Bahia, onde começa a distribuir mais de 20 mil máscaras e viseiras para instituições e comunidades. Entre as primeiras beneficiadas estão as Voluntárias Sociais da Bahia, o Hospital Martagão Gesteira, a Instituição Beneficente Conceição Macedo, a Comunidade de Águas Claras, entre muitos outros.

As máscaras de proteção facial são fundamentais para a contenção do contágio da Covid-19. Diferente da doação pontual, a distribuição em larga escala tem resultado mais eficaz por conscientizar a todos de que o uso é feito mais que para a própria proteção, mas principalmente para proteger o outro, incluindo familiares, amigos e vizinhos. “Cuidamos da arrecadação, de todas as etapas de produção e logística. A distribuição é feita por líderes locais de confiança das comunidades e pela administração dos hospitais, clínicas da família e postos de saúde”, explica Clarice. Ao todo o grupo já distribuiu mais de 50 mil máscaras, em menos de dois meses no país, e por onde passa contagia mais voluntários que se multiplicam através das suas próprias redes, tudo isso sem sair de casa.

É possível participar de três formas: Doação em dinheiro para remuneração de costureiras, entregadores ou compra de material. Doação de tempo montando viseiras, costurando, divulgando ou nos conectando a quem pode doar ou precisa de ajuda. Doação de Material contribuindo com tecido, elástico ou cadarço.

“A pandemia afeta a economia de maneira geral e fragiliza ainda mais quem está em situação de risco. A sociedade civil tem um papel muito importante, precisamos nos unir e nos mobilizar em prol do bem comum, ajudando os mais necessitados.”, pontua Clarice. Além de Salvador, nesta semana a campanha faz entregas em Macapá (AP), Belém (PA) e Manaus (AM). “Quase toda a operação é feita por voluntários, desde a divulgação à contabilidade. Não é clichê, juntos somos muito mais fortes. Conto com parceiros incríveis em todas as cidades, a força não está em mim e sim no coletivo, conclui Clarice.

Para saber mais sobre o projeto e também se tornar um agente multiplicador basta seguir o perfil do Instagram @doemascarasbrasil ou no e-mail [email protected]

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]