Parlamento da Bolívia aprova Lei que pede eleições em 90 dias, desafiando governo interino

Ex-presidente da Bolívia Evo Morales.
Ex-presidente da Bolívia Evo Morales.
Ex-presidente da Bolívia Evo Morales.
Ex-presidente da Bolívia Evo Morales.

O parlamento da Bolívia, controlado pela oposição, aprovou uma lei na quinta-feira (30/04/2020) à noite que pede eleições presidenciais dentro de 90 dias, provocando protestos do presidente interino do país, que colocou o país sob bloqueio obrigatório devido ao coronavírus.

Os membros da Assembleia do Movimento Rumo ao Socialismo (MAS), partido político do ex-presidente esquerdista Evo Morales, apoiaram a medida, que estabelece que as eleições gerais devem ocorrer em 2 de agosto.

O pleito, que inicialmente deveria ser realizada em 3 de maio, é uma repetição das eleições de outubro do ano passado que provocaram protestos e violência generalizadas e levaram à renúncia de Morales.

A data de 3 de maio foi adiada em março devido à pandemia global de coronavírus e a uma quarentena obrigatória na Bolívia, que deve durar até 10 de maio. O tribunal eleitoral propôs uma nova data de eleição entre 7 de junho e 6 de setembro.

*Com informações de Daniel Ramos, da Agência Reuters.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 105512 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]