Magistrados mostram preocupação com “manifestações desrespeitosas” contra Judiciário e Constituição

Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).
Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).
Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).
Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) divulgou comunicado no qual destaca “preocupação as manifestações desrespeitosas e ofensivas contra o Poder Judiciário e a Constituição Federal, proferidas por membros do Poder Executivo”.

Na sexta-feira (22/05/2020), o ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, liberou a divulgação de vídeo da reunião entre o presidente Bolsonaro e ministros. A reunião ministerial e mensagens enviadas por celular foram citadas pelo ex-ministro Sérgio Moro como prova da tentativa de interferência do presidente Bolsonaro na Polícia Federal. Ainda na sexta, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, divulgou nota na qual fala em “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”, com relação ao pedido de Celso de Mello para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre os pedidos feitos por deputados da oposição de apreensão dos celulares do presidente e de seu filho Carlos Bolsonaro.

“Neste momento de crise, é fundamental respeitar e cumprir as leis, os princípios democráticos, e a separação harmônica entre os Poderes, compreendendo que, no Estado de Direito, nenhum agente público está acima da legislação”, afirma a AMB, no comunicado.

Comunicado da AMB

“A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) recebe com preocupação as manifestações desrespeitosas e ofensivas contra o Poder Judiciário e a Constituição Federal, proferidas por membros do poder Executivo.

Neste momento de crise, é fundamental respeitar e cumprir as leis, os princípios democráticos, e a separação harmônica entre os Poderes, compreendendo que, no Estado de Direito, nenhum agente público está acima da legislação.

A AMB, maior entidade da magistratura nacional, com 14 mil associados, atua na defesa da Constituição e zela para que as autoridades trabalhem com harmonia, independência e respeito a todos os cidadãos do país.”

Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110049 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]