Feira de Santana: Vereadores sugerem licitação para contratação de empresas de ônibus

Luiz Ferreira (Luiz da Feira): já que eles não têm possibilidade de manter os seus funcionários, poderia fazer a licitação para outra empresa.
Luiz Ferreira (Luiz da Feira): já que eles não têm possibilidade de manter os seus funcionários, poderia fazer a licitação para outra empresa.

Em pronunciamento, na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, durante a sessão ordinária desta quarta-feira (06/05/2020), o vereador Luiz Ferreira Dias (Luiz da Feira, PROS) e o líder governista Marcos Lima (DEM) reivindicaram pela abertura de licitação para a contratação de novas empresas de ônibus no município.

O parlamentar indicou o procedimento como uma alternativa para a melhorar o transporte público em Feira de Santana, tendo em vista as recentes demissões e a suspensão dos itinerários que ligavam os distritos à sede. “Meu prefeito Colbert Martins, já que eles não têm possibilidade de manter os seus funcionários, poderia fazer a licitação para outra empresa que possa ajudar os nossos guerreiros lutadores. Os nossos distritos estão sem transporte, a Matinha, Tiquaruçu, povoado de Lagoa Salgada, Quilômetro 13, Candeia Grossa, Alecrim Miúdo, e o povo está clamando”. reivindicou.

Ainda na tribuna, Luiz da Feira solicitou que o Governo Municipal amplie a flexibilização do comércio, permitindo a reabertura do Shopping Boulevard e demais galerias comerciais. O parlamentar justificou que diversos empresários estão “sofrendo com um prejuízo muito grande” e pediu que o prefeito reveja esta situação.

Em aparte, o vereador Eli Ribeiro (Republicanos) afirmou que a Prefeitura deve tomar as devidas providências “porque o pessoal também precisa trabalhar” e questionou: “qual o critério que o Prefeito está usando para deixar o shopping fechado?”.

Marcos Lima condena empresas de transporte e pede por nova licitação

Vereador Marcos Lima (DEM) condenou as empresas de transporte público por suspenderem o itinerário que liga os distritos ao centro de Feira de Santana e sugeriu a abertura de um processo licitatório para a seleção de um número maior de empresas.

O parlamentar lembrou que a Prefeitura não autorizou a retirada dos ônibus do Sistema Integrado de Transporte que atendem a zona rural e lamentou a falta de transporte para os moradores dos distritos feirenses. Marcos Lima também mencionou que muitas vias e estradas da zona rural estão em situação precária devido às fortes chuvas e ao grande fluxo de veículos que transitam no local. Entretanto, o vereador reforçou que não há justificativa para a suspensão do itinerário sem o diálogo prévio com as autoridades competentes.

No seu discurso, o líder da bancada governista teceu críticas às empresas Rosa e São João, afirmando que elas detêm o “monopólio”, enquanto o “município fica a mercê” do serviço prestado por elas. Neste sentido, ele defendeu a abertura de um processo licitatório para a contratação de novas empresas que possam ampliar a concorrência e evitar novos transtornos no transporte público coletivo.

Em aparte, o vereador Eli Ribeiro (Republicanos)  questionou se as empresas poderiam tomar a decisão de suspender o transporte por conta própria. “São eles que mandam na cidade?”, indagou. Em resposta, Marcos Lima garantiu que o prefeito e os vereadores do município não vão aceitar que “as empresas façam o que elas querem”, sem que haja o diálogo com o Governo Municipal.

Também em aparte, o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM) – reforçou que a decisão da retirada dos ônibus que transitam pela zona rural não foi tomada pelo Governo Municipal. O edil também informou que as estradas de Maria Quitéria e Tiquaruçu estão desgastadas pelo constante fluxo de veículos pesados que utilizam as vias como forma de desviar das fiscalizações rodoviárias.

De volta com a palavra, Marcos Lima  refletiu sobre a possível crise no transporte público enquanto os noticiários mostram os ônibus circulando com grande quantidade de passageiros, e indagou: “como essas empresas não estão lucrando?”. O líder da bancada governista também reforçou que o Governo Municipal realizou, nos últimos anos, diversas obras para “manter essas empresas trabalhando”, e citou como o exemplo as melhorias no piso asfáltico da cidade.

Reabertura do comércio

Ainda na tribuna, Marcos Lima abordou sobre o pedido de maior flexibilização do comércio – feito por alguns de seus pares – que solicitaram a reabertura do Shopping Boulevard e de demais galerias comerciais. O líder da bancada governista ressaltou a gravidade da pandemia da COVID-19 e garantiu que o prefeito está agindo de forma cautelosa para evitar o crescimento de casos positivos e a ocorrência de mais óbitos pela doença. “O prefeito é médico, ele sabe o que está fazendo”, frisou.

Em aparte, Lulinha lembrou que há um atraso na entrega dos 350 respiradores comprados pelo governo da Bahia e destacou a importância das medidas de distanciamento social para evitar a saturação dos leitos preparados para receber pacientes com a doença.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111197 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]