Feira de Santana: Vereador defende Jair Bolsonaro e ações do Governo Federal e ressalta reabertura de casa lotérica no Bairro Tomba

Edvaldo Lima: foi eleito sem fazer conchavo com grandes empresários, chegou ao poder com a permissão do Deus de Israel, que tocou o coração do povo.
Edvaldo Lima: foi eleito sem fazer conchavo com grandes empresários, chegou ao poder com a permissão do Deus de Israel, que tocou o coração do povo.
Edvaldo Lima: foi eleito sem fazer conchavo com grandes empresários, chegou ao poder com a permissão do Deus de Israel, que tocou o coração do povo.
Edvaldo Lima: foi eleito sem fazer conchavo com grandes empresários, chegou ao poder com a permissão do Deus de Israel, que tocou o coração do povo.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta segunda-feira (04/05/2020), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Edvaldo Lima (MDB), defendeu o Presidente da República e as ações do Governo Federal, no combate ao coronavírus.

“Quero parabenizar os funcionários da Caixa Econômica Federal, que mesmo no sábado abriram as agências para atender a população, que tanto precisa de apoio neste momento. O Governo Federal tem dado atenção a essas pessoas; nunca vi tanta rapidez na assistência ao povo”, pontuou Edvaldo.

E continuou. “Quero também parabenizar a reabertura da lotérica do Tomba, foi uma indicação deste vereador. Outra coisa: tenho certeza que o prefeito não tem conhecimento de que o banheiro da feirinha está construído no meio da rua, na rotatória. Tenho certeza que o prefeito não tem conhecimento disso e peço que ele mande embargar aquela obra, pois já estou vendo a hora daquilo provocar um acidente. Peço também a troca de lâmpada das ruas São João e São Salvador, os moradores estão me cobrando as lâmpadas de led”, pediu.

Edvaldo elogiou as ações realizadas pelo Município no combate ao coronavírus. “Encaminhei ofícios para o Município e agradeço ao prefeito por atender a meu pedido. Feira de Santana tem tido destaque na mídia nacional pelo controle no combate ao coronavírus. Parabéns ao nosso gestor e já peço que libere a reabertura dos comércios que ainda estão fechados, que reabram com segurança, já que o vírus em nossa cidade está controlado e não irá mais se espalhar. Peço ao governador e prefeitos que reabram o comércio com cautela”, sugeriu.

E teceu elogios ao Presidente Jair Bolsonaro. “O presidente Jair Bolsonaro, antes de ser eleito, foi criticado pela mídia e depois de eleito são 24 horas de críticas. Quero saber qual foi o mal que o Presidente fez a estas pessoas. Falam que ele tem ira e ódio, mas será que não é o contrário. Com dois anos de mandato não há nenhuma denúncia de corrupção, será que esse ódio é por isso? Coloquem os pés no chão e vamos apoiar o Governo Federal. Se as críticas fossem aqui no Município, será que o vírus estaria controlado, com a Câmara e imprensa batendo 24 horas? Vamos dedicar nosso tempo para apoiar o Presidente da República. O povo quer ele na Presidência e vamos apoiar”, pediu.

Para o vereador, ninguém deve levantar o dedo e dizer que o presidente errou. “Porque, se ele tivesse errado a Globo já teria levantado o dedo e tirado ele do poder, mas por ser honesto está sendo apunhalado pelas costas de dia e de noite. Quem não tem pecado, que atire a primeira pedra. Foi eleito sem fazer conchavo com grandes empresários, chegou ao poder com a permissão do Deus de Israel, que tocou o coração do povo. Ele disse que seria técnico e assim está sendo”, avaliou.

Em aparte, o presidente da Casa, vereador José Carneiro Rocha (MDB) criticou as ações do Presidente da República. “Nasci durante a ditadura; quando jovem, não tinha direito de me expressar porque a ditadura não permitia. Depois de um avanço social, onde podemos nos expressar, acha correto um Presidente dizer que as forças armadas estão com ele? Que temos que nos curvar a ele? Ele está precisando tomar um diazepam”, concluiu.

O líder do Governo na Casa, edil Marcos Lima (DEM) afirmou que aqueles que não seguem o sistema devem ser castigados. “Assim como Bolsonaro está sendo”, disse. Na mesma linha seguiu o vereador Carlito do Peixe (DEM). “Esse é o Presidente que se elegeu dizendo que não aceitaria negociar cargos e hoje está abraçando o centrão, abraçando Roberto Jeferson e outros acusados de corrupção”, analisou.

Para finalizar, Edvaldo continuou na defesa do Presidente. “Isso aí que é o discurso do ódio. Eu servi ao exército nesta época em que chamam de ditadura. Eu dirigi viaturas e não bati em ninguém, não prendi ninguém. Não houve ditadura, foram as pessoas que fizeram e dizem que foram os militares. Vou defender o nosso Presidente até o fim, pois está cumprindo nossa Constituição Federal”, finalizou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112851 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]