Chefe da OMC, embaixador Roberto Azevêdo renuncia ao posto

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Embaixador Roberto Azevêdo informou que deixará cargo em 31 de agosto, um ano antes do término do segundo mandato; eleição ocorreu em 2013.
Embaixador Roberto Azevêdo informou que deixará cargo em 31 de agosto, um ano antes do término do segundo mandato; eleição ocorreu em 2013.
Embaixador Roberto Azevêdo informou que deixará cargo em 31 de agosto, um ano antes do término do segundo mandato; eleição ocorreu em 2013.
Embaixador Roberto Azevêdo informou que deixará cargo em 31 de agosto, um ano antes do término do segundo mandato; eleição ocorreu em 2013.

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo, renunciou ao posto nesta quinta-feira (14/05/2020). Numa teleconferência, o embaixador brasileiro disse que sairá do cargo em 31 de agosto.

Carreira

Roberto Azevêdo assumiu a chefia da agência em 2013 e foi reeleito para um segundo mandato que expiraria no próximo ano. Ele lamentou o fato de a notícia ter vazado para a imprensa antes que ele mesmo pudesse fazer o anúncio.

Azevêdo contou que a decisão é fruto de bastante reflexão, mas que não foi tomada facilmente. Ele afirmou que não renuncia por motivos de saúde ou políticos.

O embaixador disse preferir adiantar a sucessão em um ano para que a agência seja gerida com base numa realidade pós-covid 19, ao se referir a mudanças causadas pela pandemia.

Especialista em comércio exterior, Azevêdo disse que a OMC obteve conquistas importantes durante seu mandato como o Acordo de Facilitação do Comércio. Ele agradeceu à equipe e a todos os funcionários da agência.
Mas para o diretor-geral, muito ainda precisa ser feito como o estabelecimento de objetivos ousados para a próxima Reunião Ministerial, MC12, marcada para 2021.

*Com informações da ONU News.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10099 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).