Vereadora defende prefeito quanto ao fechamento do comércio de Feira de Santana

Aldney Bastos (Neinha): ninguém está de máscara porque é bonito. Hoje damos mais valor aos profissionais de saúde.
Aldney Bastos (Neinha): ninguém está de máscara porque é bonito. Hoje damos mais valor aos profissionais de saúde.
Aldney Bastos (Neinha): ninguém está de máscara porque é bonito. Hoje damos mais valor aos profissionais de saúde.
Aldney Bastos (Neinha): ninguém está de máscara porque é bonito. Hoje damos mais valor aos profissionais de saúde.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (14/04/2020), na Câmara Municipal de Feira de Santana, a vereadora Aldney Bastos (Neinha, DEM) defendeu a prorrogação do decreto que determina o fechamento do comércio até o dia 20 de abril, contrariando o pensamento do colega Edvaldo Lima (MDB).

“O que temos que fazer é nos prevenir. Ninguém está de máscara porque é bonito. Hoje damos mais valor aos profissionais de saúde. Quando falam que precisa abrir o comercio, é preciso lembrar que o vírus está na cidade e que a curva aumentou. Se o prefeito determinou fechar o comércio e a Câmara, é porque é importante. Sabe quantas pessoas estariam infectadas se a Casa não tivesse fechada? Uma pessoa daqui está contaminada; se a Câmara estivesse aberta ela teria contaminado muita gente aqui. Uma colega de vocês da imprensa foi infectada com o coronavírus”, pontuou Neinha.

E continuou. “Estamos vendo o risco e as pessoas querendo que tudo volte ao normal na cidade. A curva agora está na vertical. Tem uma assessora que está contaminada, sabem o risco disso? Se abrir o comércio os números vão dobrar e os leitos preparados não serão suficientes. Eu não quero perder colegas e amigos para o coronavírus. Se tiver que abrir mão da realização das sessões presenciais, abriremos. O que não pode é colocar em risco a vida das pessoas. Querem dizer que aqui não está aglomerado? Está sim. Aqui tem 21 vereadores, já é aglomeração. Usamos máscaras para nos proteger, mas não é o suficiente”, avaliou.

A edil parabenizou o trabalho realizado pela secretária Municipal de Saúde, Denise Mascarenhas e o prefeito Colbert Martins. “Nem o secretário Estadual de Saúde veio à Feira de Santana. Parabenizo a secretária Municipal de Saúde e ao prefeito que agiram com rapidez. Mas, há quem esteja criticando. Trabalhe 24 horas por dia para controlar uma pandemia, como a secretária e o prefeito estão fazendo. Eles são da área de saúde e sabem o que estão fazendo. Darei entrada em uma moção de parabéns a todos os profissionais de saúde da cidade pelo trabalho que estão fazendo. Temos que esquecer BRT e outras obras. Parem de hipocrisia, não estamos preparados para estar ao lado de pessoas infectadas. Os profissionais de saúde não estão tendo equilíbrio emocional para isso, imagine os outros”, observou.

Em aparte, o vereador Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM), parabenizou a colega pelo discurso.  “Muitas pessoas querem abrir o comércio, mas não temos estrutura na saúde suficiente para isso. O prefeito está preparando a cidade para depois abrir o comércio”, disse.

Para finalizar, Neinha afirmou que a abertura do comércio neste momento é corroborar com diversas mortes na cidade. “Se abrir as pessoas não irão sobreviver para usufruir do que vão ganhar. Salvador fechou os olhos, realizou o Carnaval e por isso a curva está enorme. Feira de Santana se organizou, a secretária de Saúde se organizou e por isso estamos conseguindo controlar a contaminação. Não temos UTI para todos os infectados, caso o comércio seja reaberto antes da hora certa. Corona mata, Feira de Santana não tem tanto suporte como outros lugares”, findou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109848 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]