Sociedade de Anestesiologia da Bahia mobiliza campanha para captar EPI’s

Profissional da saúde utiliza EPI para situação de risco biológico.
Profissional da saúde utiliza EPI para situação de risco biológico.

Preocupada com a quantidade insuficiente de equipamentos de proteção individual (EPI’s) para os médicos anestesiologistas nos hospitais, a Sociedade de Anestesiologia do Estado da Bahia (SAEB) criou uma campanha de doação de EPI’s.

O alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) em relação à falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais de saúde que estão em combate ao COVID-19 levou a SAEB a unir esforços para conseguir doações para os anestesiologistas baianos, profissionais responsáveis por procedimentos mais invasivos como intubação, ventilação e extubação de pacientes, por exemplo.

Além de proteger as equipes, os EPIs também asseguram a saúde do paciente, evitando que um médico contaminado e assintomático os contagie, e garantem a não contaminação de materiais que se esteja manipulando.

A presidente da SAEB, Dra. Liana Azi, explica como e quem pode ajudar. “Se você é produtor rural e tem esses EPIs em sua propriedade ou se possui indústria ou empresa que fabrique esses itens, por favor, DOE para os nossos profissionais. Estamos nos organizando para recolher esse material onde for viável para os doadores e também temos um posto de recebimento montado na sede da COOPANEST-BA, localizada no Ed. Centro Médico Empresarial, na Av. Anita Garibaldi. Esperamos ampliar a segurança desses profissionais mais expostos ao COVID-19”, ressalta. O foco da campanha são os profissionais, e não os hospitais. Segundo a médica “é necessário garantir que cada profissional trabalhe com os EPIs recomendados pelo Ministério da Saúde e normas internacionais. Das pessoas que testaram positivo para o COVID-19, a porcentagem que eram profissionais de saúde varia entre 3,8% na China até quase 10% na Itália. São números que impressionam e que nos fazem entender a importância de que todos os profissionais de saúde estejam adequadamente protegidos. Aumentar a segurança é fundamental. Cada profissional de saúde que se contamina é um soldado a menos nessa batalha”.

Itens necessários

– Máscara facial N95 ou PFF2

– Protetor facial (face shield) e/ou óculos de proteção

– Macacão de proteção impermeável

– Plástico transparente (acima de 1m2);

– Capas de proteção impermeáveis

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.