Salvador: ‘#ConexãoFGM’ entra em sua quinta semana levando entretenimento para população em época de distanciamento social

Cartaz anuncia documentário 'Balizando 2 de julho'.
Cartaz anuncia documentário 'Balizando 2 de julho'.
Cartaz anuncia documentário 'Balizando 2 de julho'.
Cartaz anuncia documentário ‘Balizando 2 de julho’.

O #ConexãoFGM da próxima semana, exibe mais produções audiovisuais com financiamento ou apoio da Fundação Gregório de Mattos, e já conta com mais de doze mil visualizações em seu canal do YouTube. É possível assistir do computador, smart TV, tablet, celular… qualquer dispositivo eletrônico com acesso à internet, através do canal do YouTube da FGM ( https://bit.ly/2vQgnJz ). De segunda a sexta, os filmes ficam disponíveis na plataforma, das 08h às 21h e no final de semana, a partir das 07h do sábado, saindo do ar às 00h do domingo.

Na segunda-feira (20/04/2020), apresenta “InstruMentes – Música para (re)invenção – Episódio 1”, com direção de Victor Uchôa.  Acostumados à imersão solitária em seus próprios ateliês, oficinas e pensamentos, seis artistas, musicistas e músicos-inventores, foram convidadas(os) para mergulhar numa vivência coletiva de criação. Abrigadas no Espaço Coaty, casarão no Centro Histórico de Salvador, as residências artísticas do Instrumentes abriram caminho para o compartilhamento de referências, debates sobre as linguagens da Arte Sonora e o surgimento de obras concebidas para este lugar; e o documentário “Samba Junino – de porta em porta”, dirigido por Dayane

Sena e Fabíola Aquino. O filme

mostra como um ritmo

essencialmente soteropolitano foi reconhecido em 2018 como Patrimônio Cultural

e Imaterial de Salvador. Conhecer seus mais de 40 anos de história, sonoridade,

grupos, sambistas, a forma de apresentação – em cortejo pelas ruas dos bairros

nordestinas. Filme financiado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), integrando

as ações de Salvaguarda do Samba Junino.

populares – influenciam as manifestações culturais e destacam as tradições

Na terça-feira (21), serão exibidos “InstruMentes – Música para (re)invenção – Episódio 2”, com direção de Victor Uchôa. Acostumados à imersão solitária em seus próprios ateliês, oficinas e pensamentos, seis artistas, musicistas e músicos-inventores, foram convidadas(os) para mergulhar numa vivência coletiva de criação. Abrigadas no Espaço Coaty, casarão no Centro Histórico de Salvador, as residências artísticas do Instrumentes abriram caminho para o compartilhamento de referências, debates sobre as linguagens da Arte Sonora e o surgimento de obras concebidas para este lugar; e “Balizando 2 de Julho”, com direção: Fabíola Aquino. Documentário que aborda a temática LGBT no desfile cívico do 2 de Julho, Independência da Bahia, sob a ótica das balizas gays e transexuais das bandas de fanfarra e toda comunidade. Participação especial do ativista dos direitos humanos Jean Wyllys.

Quarta-feira (22), serão exibido “InstruMentes – Música para (re)invenção – Episódio 3”, com direção de Victor Uchôa. Acostumados à imersão solitária em seus próprios ateliês, oficinas e pensamentos, seis artistas, musicistas e músicos-inventores, foram convidadas(os) para mergulhar numa vivência coletiva de criação. Abrigadas no Espaço Coaty, casarão no Centro Histórico de Salvador, as residências artísticas do Instrumentes abriram caminho para o compartilhamento de referências, debates sobre as linguagens da Arte Sonora e o surgimento de obras concebidas para este lugar; e videoclipes resultantes do projeto Cajartitude: “Cajartitude” e “Joias Raras”. O projeto Cajartitude é uma iniciativa de artistas de Cajazeiras, cujo objetivo é  atender aos jovens entre 14 e 29 anos moradores do bairro a partir de ações que estimulem a produção cultural e artística, no intento de estabelecer discussão em torno de temas relacionados à identidade e ao pertencimento. Esta proposta visa integrar as artes visuais (graffiti), a música e o audiovisual através de oficinas que tiveram como produtos finais a criação de RAPs, Graffitis e Videoclipes. Os videoclipes “Cajartitude” e “Joias Raras” são alguns desses produtos.

Na quinta-feira (23), será apresentado o doc “Aiuê – Escutando o som dos Quilombos”, com direção de Donminique Azevedo, Leo Rocha e Danilo Umbelino. Em Kimbundo, língua da família banta, “aiuê” é também uma expressão de espanto, alegria, festa. Assim, partindo de uma abordagem etnográfica, linguística e musicológica, o documentário é uma experiência imersiva que revela as mais diversas expressões sonoras e musicais presentes em comunidades remanescentes de quilombos.

Na sexta-feira (24), será apresentado “Mulheres da Pá Virada: Histórias e Trajetórias na Capoeira”, com direção de Adriana Albert, Christine Zonzon e Joana Points. O documentário, com direção do Grupo de Estudos e Intervenção Marias Felipas (www.mariasfelipas.wordpress.com), apresenta experiências e trajetórias de mulheres capoeiristas contadas pelas próprias protagonistas. A produção tem como fio condutor uma parte da história de vida de Mestra Ritinha, uma das precursoras do protagonismo das mulheres na capoeira da Bahia, falecida em janeiro de 2019. A narrativa da história de resistência dessa mulher “negra, pobre e da pá virada” dialoga no filme com o registro de depoimentos, histórias e luta de mulheres capoeiristas, de diferentes estilos, linhagens e percursos, trazendo uma diversidade étnico-racial, geracional e de inserção na capoeira com a participação de mestras, contramestras, professoras e outsiders. Filmadas em Salvador, essas mulheres corajosas partilharam, em roda, suas dores e delícias, suas mágoas e vitórias no universo da capoeira. Este emocionante documentário propõe um debate inédito acerca da invisibilidade das mulheres na capoeira, da opressão, da violência de gênero, tanto física quanto psicológica, e da capacidade de união, mobilização e resistência destas capoeiristas. Com financiamento do prêmio Capoeira Viva Salvador ano II, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, além de um crowdfunding online (Plataforma Catarse). Produção: Grupo Marias Felipas e Cortejo Filmes. Fotografia, Som Direto e Montagem: Cortejo Filmes.

No final de semana, sábado (25) e Domingo (26), reprise de todos os filmes exibidos durante a semana, disponíveis a partir das 07h do dia 25, até as 00h do dia 26.

Para saber de toda programação do #ConexãoFGM, basta seguir a FGM nas redes @fgmoficial (Instagram) e @fgmcultura (Facebook).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112757 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]