Necropolítica: “E daí?”, diz extremista Jair Bolsonaro sobre número recorde de mortes por Covid-19 no Brasil

Como resultado da necropolítica adotada, extremista Jair Bolsonaro observa com desdém e inépcia aumento do número de mortes decorrentes da pandemia de Covid-19.
Como resultado da necropolítica adotada, extremista Jair Bolsonaro observa com desdém e inépcia aumento do número de mortes decorrentes da pandemia de Covid-19.
Como resultado da necropolítica adotada, extremista Jair Bolsonaro observa com desdém e inépcia aumento do número de mortes decorrentes da pandemia de Covid-19.
Como resultado da necropolítica adotada, extremista Jair Bolsonaro observa com desdém e inépcia aumento do número de mortes decorrentes da pandemia de Covid-19.

O presidente Jair Bolsonaro reagiu com desdém ao ser indagado na noite de terça-feira (28/04/2020) sobre o número recorde de mortes em 24 horas pelo Covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, no Brasil e disse que, embora lamentasse, não podia fazer nada a respeito.

“E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, respondeu o presidente a jornalistas ao chegar ao Palácio da Alvorada, fazendo referência ao seu nome do meio.

O presidente perguntou então se havia algum veículo transmitindo ao vivo a entrevista e, ao ouvir que todos estavam passando a entrevista, disse lamentar a pandemia no país e se solidarizar com as vítimas.

“Tem alguém ao vivo aí? Todo mundo?”, perguntou. “A gente lamenta a situação com o vírus, nos solidarizamos com as famílias que perderam seus entes queridos, que a grande parte eram pessoas idosas, mas é a vida. Amanhã vou eu”, disse.

O Brasil registrou 474 mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, um novo recorde diário, e ultrapassou a marca de 5 mil óbitos no total em decorrência de Covid-19, informou o Ministério da Saúde na terça-feira.

*Com informações da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110984 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]