Montadoras europeias recomeçam produção à medida que os bloqueios por coronavírus diminuem

Fábrica da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha.
Fábrica da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha.
Fábrica da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha.
Fábrica da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha.

A Volkswagen reiniciará a produção em sua fábrica em Wolfsburg, na Alemanha, na segunda-feira (27/04/2020), a mais recente das montadoras as europeias a tirar proveito das regras simplificadas de bloqueio de coronavírus que começam a surgir na Europa para retomar a fabricação.

Maior fabricante de automóveis do mundo, a empresa comemora a reabertura de sua maior fábrica projetando um desenho animado de um logotipo da VW esmagando o coronavírus.

Encorajada por uma queda nas taxas de infecção, a Alemanha permitiu que pequenas lojas reabrissem, desde que seguissem rigorosas regras de distanciamento e higiene. Agora, grandes empresas estão seguindo o exemplo.

BMW, Daimler e VW estão apostando na capacidade da Alemanha de rastrear e conter o novo coronavírus e em um sistema de saúde capaz de realizar extensos testes para identificar possíveis portadores da doença.

Isso contrasta fortemente com os Estados Unidos, onde o chefe do sindicato United Auto Workers disse na quinta-feira que era “muito cedo e muito arriscado” reabrir fábricas de automóveis no início de maio, citando testes insuficientes de coronavírus.

As fábricas européias mudaram os padrões de trabalho para incorporar intervalos mais rigorosos de higiene e limpeza, além de espaçamento mais generoso entre os trabalhadores.

Como parte do desenho animado da Volkswagen, o logotipo da VW comemora com um “polegar para cima” depois de derrotar o vírus.

“Na segunda-feira, a indústria automobilística alemã estará de volta. Nós da Volkswagen usamos a pausa de cinco semanas para nos preparar para reiniciar a produção”, disse o chefe do conselho de fábrica da VW, Bernd Osterloh.

A BMW disse que começará a fabricação de motores a partir desta segunda-feira. A BMW quer reabrir sua fábrica britânica em Goodwood e Spartanburg, Carolina do Sul em 4 de maio, seguida por Dingolfing, Alemanha e San Luis Potosi no México, em 11 de maio, dependendo da demanda do mercado, informou a montadora.

Outras fábricas em Leipzig, Regensburg e Rosslyn na África do Sul serão abertas após 18 de maio, começando com um sistema de um turno, informou a montadora. A fábrica da BMW em Shenyang, na China, produz desde 17 de fevereiro.

Os trabalhadores precisam usar máscaras e manter distância um do outro. A colocação dos assentos nos ônibus da fábrica da BMW foi alterada, assim como o processo de entrada e saída do ônibus.

Os trabalhadores precisam chegar à fábrica já vestindo suas roupas de fábrica, para evitar o tempo preso nos vestiários, e as vias designadas na fábrica foram alteradas para garantir que haja tráfego “unidirecional”, disse a BMW.

As fábricas da Mercedes-Benz em Sindelfingen e Bremen também estão fazendo os preparativos para acelerar a produção.

Ao contrário da Itália e da Espanha, a Alemanha nunca proibiu a produção de carros, embora as fábricas parassem depois que as autoridades restringiram o movimento de pessoas e ordenaram o fechamento de concessionárias, atingindo a demanda.

A FiatChrysler abrirá sua fábrica de Sevel na Itália central na segunda-feira, com planos de retomar a produção a uma taxa entre 70% e 80%.

Na França, a Toyota reiniciou esta semana uma fábrica de montagem em Valenciennes e a Renault começou a produzir motores em sua fábrica em Cleon, a oeste de Paris. Será seguida pela fábrica da Renault em Flins, a oeste de Paris, onde apenas 25% da força de trabalho deve retomar o trabalho.

A Volvo Cars, da Suécia, reabriu sua fábrica de Torslanda nesta semana, após revisar seus processos de produção.

“A economia parou na Europa. Uma vacina levará muito tempo. É importante recomeçar de maneira segura. Espero que possamos contribuir para uma normalização”, disse à Reuters o presidente-executivo da Volvo, Hakan Samuelsson.

*Com informações Edward Taylor, Gilles Guillaume, Joern Poltz e Giulio Piovaccari, da Agência Reuters.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112673 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]