Gripe, febre e coronavírus são diferentes mas os sintomas são parecidos, por isso é preciso atenção

Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, entre outros.
Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, entre outros.
Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, entre outros.
Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, entre outros.

O Brasil está no seu período de outono e é a partir dessa estação do ano que a temperatura cai na maior parte do país, principalmente do Centro-Oeste ao Sul do Brasil. Por causa disso, nesse período aumentam os casos de pessoas com doenças respiratórias. É justamente aí que se enquadra o coronavírus, então todo cuidado é pouco para se proteger contra essa doença. E para que você entenda a diferença entre gripe, resfriado e coronavírus, ouça a explicação da médica pneumologista da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Patrícia Canto Ribeiro.

“São manifestações clínicas semelhantes: febre, dor de garganta, tosse, então você não consegue diferenciar pela parte clínica. O que é uma característica desse vírus é que ele acomete o pulmão, um sinal de gravidade é a falta de ar, que a gente chama de dispnéia. então, nesse momento, os sinais de saúde ficam em alerta porque esse é um possível caso de coronavírus. Nesse momento em que nós estamos vivendo essa pandemia, as pessoas que tenham esses sintomas, elas devem manter o isolamento porque essas pessoas podem estar com coronavírus, mas não podemos correr o risco de ter uma pessoa infectada e que saia da sua casa correndo o risco de infectar muitas pessoas”.

Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro e objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador, entre outros. Por isso, não abra mão da distância mínima de 2 metros entre você e as outras pessoas nos estabelecimentos comerciais, além do uso de máscara. Lave bem as mãos e faça uso do álcool em gel depois de manusear objetos e equipamentos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110002 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]