Governador Rui Costa lamenta morte de Moraes Moreira e presidente da ALBA emite ‘Moção de Pesar’

Antônio Carlos Moraes Pires (Moraes Moreira), natural de Ituaçu, nasceu em 8 de julho de 1947 e faleceu em 13 de abril de 2020, no Rio de Janeiro.

Antônio Carlos Moraes Pires (Moraes Moreira), natural de Ituaçu, nasceu em 8 de julho de 1947 e faleceu em 13 de abril de 2020, no Rio de Janeiro. Em vida, foi um dos mais destacados artistas da música popular do Brasil.

O governador Rui Costa lamentou nesta segunda-feira (13/04/2020) a morte do cantor e compositor baiano Moraes Moreira. Em publicação nas redes sociais, Rui afirmou que o artista marcou a vida do país em momentos de alegria e reflexão. Confira a nota de pesar na íntegra:

“Com muito pesar, recebi a notícia do falecimento do cantor e compositor baiano Moraes Moreira. Ícone de várias gerações, Moraes marcou a vida do país em momentos de alegria e reflexão. Ao lado dos parceiros dos Novos Baianos, transformou a MPB, renovando o samba e outros ritmos.

Como primeiro cantor de trio, ensinou ao mundo como carregar multidões e espalhar a felicidade. E, para coroar, é um dos criadores de um dos hinos do Carnaval baiano: Chame Gente. E isso é só uma pequena amostra de suas realizações, ao longo de cinco décadas de carreira.

Sua história nos fará sentir muita falta do seu talento, da sua sensibilidade e da cumplicidade com o público. Meus sentimentos aos familiares, amigos e fãs desse grande mestre!”

Presidente da ALBA apresenta moção de pesar pela morte de Moraes Moreira, “a primeira voz do trio elétrico”; Deputado Nelson Leal  diz que o filho de Ituaçu é um “divisor de águas do Carnaval da Bahia”

“Moraes Moreira, da minha vizinha Ituaçu, na Chapada Diamantina, foi a primeira voz do trio elétrico, o cantor das multidões que rompeu com a feição instrumental da invenção de Dodô & Osmar. Se a guitarra baiana era a alma do trio, Moraes foi o corpo, se tornando o grande divisor de águas do Carnaval da Bahia. A partir de Moraes, surgem inúmeros cantores e cantoras do trio, como Bel Marques, Ricardo Chaves, Sarajane, Tatau, Daniela Mercury e Ivete Sangalo, só para citar alguns. Pessoalmente, Moraes Moreira é responsável, com as sua músicas, por alguns dos momentos mais felizes e alegres de minha juventude”, destaca o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Nelson Leal, em moção de pesar pelo passamento do artista baiano, morto nesta madrugada (13.04), aos 72 anos.

Na Moção de Pesar, o chefe do Legislativo estadual estende seu abraço solidário à família – especialmente ao filho, Davi Moraes – e aos amigos de Moraes Moreira, lembrando que a trajetória musical do baiano está ligada ao melhor da MPB. “Moraes, além do sucesso carnavalesco com o Trio de Armandinho, Dodô & Osmar, participou dos Novos Baianos, em estreita ligação com João Gilberto. Teve uma carreira solo destacada, com músicas belas e inspiradíssimas, como ‘Acabou Chorare’, ‘Pombo Correio’, ‘Vassourinha Elétrica’ e ‘Bloco do Prazer’. São obras-primas e que já se tornaram clássicos da nossa música brasileira”, acrescenta Nelson Leal.

Nota dos Irmãos Macedo pelo falecimento de Moraes Moreira 

Reencontrar com Moreira era como ter esses encontros de família. Moraes Moreira deu letra, cantou, contou e ajudou a eternizar a história do nosso Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar. A história de um carnaval, de um povo. Dizíamos em nossos shows que ele era o nosso quinto irmão, pois sua importância pra gente ia muito além de parcerias musicais. Sua importância era afetiva. Moramos juntos, vivemos a vida juntos. Um irmão, um presente que ganhamos.

Quando ouvimos os Novos Baianos, aquele grupo que fazia a fusão do brasileiro, do regional com a guitarra, com o que eram elétricos, eles automaticamente tornaram-se nossos ídolos. Era todo o som que a gente queria.

Posteriormente, Moraes se desligou do grupo e o conhecemos daí aconteceu um casamento de todo o repertório trieletrizado com sua genialidade, deixando uma obra belíssima pra música brasileira. Paralelamente à nossa parceria no Trio, passamos a acompanha-lo em sua carreira solo, nasceu daí a Cor do Som. Tantas coisas boas.

Descanse em paz, grande Moreira! Amigo, nosso irmão. Nossas vidas se conectam e continuarão conectadas quando nos encontrarmos em outros planos, pois é sempre bom rever a família!

Betinho, Armandinho, Aroldo e André Macedo

Flamengo e Bahia prestam homenagens ao cantor Moraes Moreira

O futebol sempre esteve entre as paixões do cantor e compositor baiano Moraes Moreira, que faleceu nesta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, de infarto agudo do miorcárdio, conforme informou a assessoria de imprensa do artista. O cantor, de 72 anos, fez diversas canções sobre o tema e outras em homenagens a ídolos da bola, como a que reverencia o rubro-negro Zico.

Quando o craque da Gávea parou de jogar bola, Moraes compôs a canção “Saudades do Galinho” (2008). Pelas redes sociais, o Flamengo lamentou “profundamente a morte do ilustre rubro-negro” e “desejou força aos familiares e amigos neste momento tão triste”

O Bahia Esporte Clube também prestou condolências ao ex-integrante do grupo Novos Baianos (1969/1975). “A Bahia e o Bahia choram. Um dos maiores ícones da nossa música e Carnaval, o eterno Moraes Moreira no deixou nesta manhã chuvosa de segunda-feira. Ai, ai saudade, você vai nos matar”. Em 1988, quando o Tricolor sagrou-se campeão brasileiro, Moraes cantava no trio elétrico que percorreu Salvador com Bobô e companhia.

Com mais de 60 discos gravados, Moraes Moreira começou a tocar sanfona aos 12 anos na cidade natal, Ituaçu. Em entrevistas à imprensa, conta que o gosto pelo futebol foi adquirido com o rádio e que apesar de “simpático ao Bahia, era flamenguista”.

Moraes Moreira ao lado dos Irmãos Macedo.

Moraes Moreira ao lado dos Irmãos Macedo.

Moraes Moreira ao lado dos Irmãos Macedo.

Moraes Moreira ao lado dos Irmãos Macedo.

Moraes Moreira durante show no Circuito Dodô (Barra - Ondina), do Carnaval de Salvador de 2017.

Moraes Moreira durante show no Circuito Dodô (Barra – Ondina), do Carnaval de Salvador de 2017.

Moraes Moreira durante show no Circuito Dodô (Barra - Ondina), do Carnaval de Salvador de 2017.

Moraes Moreira durante show no Circuito Dodô (Barra – Ondina), do Carnaval de Salvador de 2017.

Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]