EUA: Nova York começa a cavar fossas comuns para vítimas do Covid-19

Escavação de sepulturas no cemitério de Hart Island, Nova York, EUA.
Escavação de sepulturas no cemitério de Hart Island, Nova York, EUA.
Escavação de sepulturas no cemitério de Hart Island, Nova York, EUA.
Escavação de sepulturas no cemitério de Hart Island, Nova York, EUA.

Com mais casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) do que qualquer outro país do mundo, o estado americano de Nova York começou a cavar fossas comuns para sepultar seus mortos.

Imagens de um drone divulgadas pela rede britânica BBC mostram um enterro em massa de vítimas da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, em uma fossa comum em Hart Island, no distrito do Bronx, um lugar tradicionalmente usado na cidade de Nova York para sepultar aqueles cujas famílias não podem arcar com um funeral ou um jazigo.

Segundo o balanço da Universidade John Hopkins, o estado de Nova York tem 161,8 mil dos 466,3 mil casos do novo coronavírus nos EUA, número maior do que o de qualquer outro país no mundo. Nova York também tem mais de 7 mil mortos, sendo 5,1 mil apenas em sua principal cidade.

Os EUA inteiros contabilizam cerca de 17 mil óbitos.

*Com informação da ANSA.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116883 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.