Eduardo Bolsonaro protesta contra renovação de CPMI das Fake News e diz que foco é atingir Governo

Deputado federal Eduardo Bolsonaro.
Deputado federal Eduardo Bolsonaro.
Deputado federal Eduardo Bolsonaro.
Deputado federal Eduardo Bolsonaro.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) protestou nesta sexta-feira (03/04/2020), contra a prorrogação de prazo da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fakes News, que virou um foco de desgaste para o governo do pai dele, o presidente Jair Bolsonaro. Ele classificou a comissão como um “circo”.

“Em meio à pandemia (da covid-19), o Congresso achou tempo e energia para prorrogar a CPMI da Fake News. Agora, dizem que vão investigar fake news sobre o coronavírus… Duvido que o foco desse circo deixe de ser o governo. Alguém aposta diferente?”, reclamou o deputado em seu perfil no Twitter.

A CPMI já atingiu o gabinete de Eduardo Bolsonaro, ao identificar por meio de quebra de sigilo que um assessor comissionado dele criou e operava uma conta do Instagram, a “BolsoFeios”, suspeita de difundir ofensas contra adversários políticos. O deputado afirma que era apenas uma sátira ao clã Bolsonaro.

O Congresso Nacional aprovou a continuidade das investigações da CPMI por mais 180 dias, com assinatura favorável de 34 senadores e 209 deputados, a despeito da mobilização contrária da representação governista no parlamento.

O deputado questionou o fato de o presidente da comissão, senador Angelo Coronel (PSD-BA), ter anunciado que deseja abrir uma nova frente de apuração, com foco em notícias falsas e desinformações associadas à pandemia do novo coronavírus.

“Vale analisar se isto pode ser feito, uma vez que é requisito de uma CPI/CPMI ter um fato determinado para ser investigado. Não se pode a todo momento mudar o foco. Vamos estudar isso”, disse Eduardo.

*Com informações de Felipe Frazão, do Broadcast do Estadão.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108822 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]