Diesel, gasolina e etanol recuam no posto na semana, diz ANP; Preços caem cerca de 10% em 2020

Combustíveis tem perspectiva de redução de preços.
Combustíveis tem perspectiva de redução de preços.
Combustíveis tem perspectiva de redução de preços.
Combustíveis tem perspectiva de redução de preços.

Os preços dos combustíveis nos postos do Brasil voltaram a recuar nesta semana, após novo corte pela Petrobras dos valores nas refinarias e em meio à continuidade do movimento de baixa nas cotações do petróleo no mercado internacional.

Com isso, tanto o diesel quanto a gasolina e o etanol acumulam agora redução de mais de 10% nas bombas ao longo de 2020, mostraram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta sexta-feira.

O movimento dos valores para o consumidor final, no entanto, é bem mais tímido do que os reajustes já aplicados pela Petrobras, responsável por quase 100% da capacidade de refino do país.

A estatal já cortou em 50% o valor médio da gasolina nas refinarias, enquanto o diesel baixou 35% até o momento no ano.

Na gasolina, o preço médio nos postos caiu nesta semana para 4,095 reais por litro, um recuo semanal de 1,30%, segundo os dados da ANP. No ano, o recuo é de 10,16%.

Já o diesel, combustível mais utilizado do país, foi vendido nas bombas por média de 3,318 reais por litro, queda de 0,6% na comparação semanal, enquanto a retração acumulada em 2020 é de 12,2%.

O etanol hidratado, concorrente da gasolina nas bombas, foi vendido em média a 2,796 reais nesta semana, ou 2,37% a menos que na semana anterior, com queda de 11,9% frente à cotação no início de janeiro, segundo os dados da ANP.

A Petrobras informou nesta semana redução de 8% da gasolina nas refinarias a partir de quarta-feira, enquanto o diesel teve corte de 6%.

O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor nos postos, no entanto, não é imediato e depende de diversos fatores, como consumo de estoques, impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

Já os preços do petróleo Brent, referência internacional, que influenciam os reajustes da Petrobras, fecharam a semana com perda de cerca de 11%, enquanto o petróleo WTI recuou quase 20%.

*Com informações da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111061 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]