Ângela Oliveira, a bailarina que trouxe a dança moderna para Feira de Santana

Ângela Oliveira, a bailarina que introduziu, na década de 1970, a dança moderna e contemporânea na Princesa do Sertão.
Ângela Oliveira, a bailarina que introduziu, na década de 1970, a dança moderna e contemporânea na Princesa do Sertão.
Ângela Oliveira, a bailarina que introduziu, na década de 1970, a dança moderna e contemporânea na Princesa do Sertão.
Ângela Oliveira, a bailarina que introduziu, na década de 1970, a dança moderna e contemporânea na Princesa do Sertão.

Uma vida curta, mas suficiente para que ela deixasse um importante legado para a cultura de Feira de Santana. Assim foi a existência de Ângela Oliveira, a bailarina que introduziu, na década de 1970, a dança moderna e contemporânea na Princesa do Sertão. Ângela Oliveira formou-se na primeira turma da Faculdade de Dança da Universidade Federal da Bahia, viajou pelo mundo pesquisando sobre danças clássicas e modernas, e aplicou todo o seu conhecimento teórico e prático na cidade onde nasceu. Junto com o marido Júlio Tácio, e o irmão Luiz Augusto Oliveira, criou, em 1980 a Earte, primeira escola profissional de dança da cidade, responsável, até hoje, pela iniciação de milhares de crianças e adolescentes no balé e nas danças modernas. Ângela morreu em 1983, com apenas 30 anos de idade, num acidente de carro, juntamente com o marido. Hoje o legado de Ângela Oliveira tem continuidade com a sobrinha Manuella Oliveira, também bailarina e diretora artística da Earte.

A história de Ângela Oliveira é contada em mais um vídeo exibido no Memorial da Feira, portal mantido na Internet pela Prefeitura, através da Secretaria de Comunicação Social. Pode ser visto na seção Personalidades da Feira. O portal está no endereço www.memorialdafeira.ba.gov.br.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112616 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]