Alexandre Ramagem é investigado pela força-tarefa do Caso Lava Jato, diz The Intercept

Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta Alexandre Ramagem Rodrigues, durante posse como diretor-geral da ABIN.Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta Alexandre Ramagem Rodrigues, durante posse como diretor-geral da ABIN.
Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta Alexandre Ramagem Rodrigues, durante posse como diretor-geral da ABIN.

Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta Alexandre Ramagem Rodrigues, durante posse como diretor-geral da ABIN.

O The Intercept Brasil publicou reportagem nesta segunda-feira (27/04/2020) em que afirma que o ‘Chefe da PF de Bolsonaro na mira da Lava Jato’. Segundo o veículo de comunicação ao menos em duas ocasiões, os procuradores da República que atuam na força-tarefa da Lava Jato em Curitiba expressaram desconfiança com o delegado Alexandre Ramagem. Ele, que é o escolhido de Jair Bolsonaro para chefiar a Polícia Federal, era visto como um nome ligado ao PT que estaria buscando “melar” a operação. Para os procuradores, Ramagem  também estava envolvido em caso de corrupção que levou um procurador à cadeia.

As duas suspeitas aparecem em conversas do aplicativo Telegram que foram entregues ao Intercept por uma fonte anônima e compõem o acervo da série “As mensagens secretas da Lava Jato”.

Ramagem é hoje um nome de confiança de Bolsonaro, mas em 2015 estava no radar do procurador Deltan Dallagnol como alguém ligado ao PT no Rio de Janeiro. Na ocasião, Dallagnol compartilhou com os colegas a preocupação, uma vez que acreditava que o delegado queria interferir em investigações em andamento. Em mensagem enviada para o procurador Januário Paulo em 21 de julho de 2015, o chefe da força tarefa alertou: “Deltan Dallagnol – 13:15:40 – O nome do Delegado de Brasília, que seria ligado aos políticos eh : Alexandre Ramagem Rodrigues”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]