Vereador pede que prefeito Colbert Martins Filho não espere pelas decisões de ACM Neto; Luiz Augusto contesta

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): não estamos querendo causar pânico na cidade de Feira de Santana, mas estamos preocupados porque epidemia quando vem, atinge muitas pessoas.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): não estamos querendo causar pânico na cidade de Feira de Santana, mas estamos preocupados porque epidemia quando vem, atinge muitas pessoas.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): não estamos querendo causar pânico na cidade de Feira de Santana, mas estamos preocupados porque epidemia quando vem, atinge muitas pessoas.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): não estamos querendo causar pânico na cidade de Feira de Santana, mas estamos preocupados porque epidemia quando vem, atinge muitas pessoas.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (17/03/2020), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Isaías de Diogo (PDT) disse acreditar que casos de coronavírus em Salvador foram ocultados e pediu atenção da Secretaria Municipal de Saúde para com os agentes de endemias e comunitários.

“Não estamos querendo causar pânico na cidade de Feira de Santana, mas estamos preocupados porque epidemia quando vem, atinge muitas pessoas. A pessoa infectada na Itália infectou mais três. Tivemos na Bahia o Carnaval, que para mim, houve alguma informação ocultada para que a festa não fosse impedida de acontecer, porque agora o governador e prefeito de Salvador suspenderam todas as atividades por conta dos casos detectados em Feira e Salvador”, pontuou Isaías.

E continuou. “ O que acho é que existem informações que não estão batendo. Não vai demorar muito para ouvirmos que em Salvador existe uma grande epidemia, que foi ocultada. Quero chamar atenção para o nosso Município: quando usamos essa tribuna para falar dos agentes de endemias e de saúde é porque eles estão vulneráveis. Não querem dizer qual o bairro onde há pessoas infectadas, mas certamente neste local têm agentes de endemias lutando contra os contágios. Nós estamos preocupados, pois infelizmente, é um vírus que não conhecemos, não sabemos a força que ele tem’, observou.

Para o vereador, há informações que não chegam à cidade. “Esta Casa tem se posicionado no sentido de prevenção, adotando medidas principalmente em favor de funcionários com mais de 60 anos. Eu não acredito que as decisões de nossa cidade são tomadas baseadas na de Salvador. Temos uma Prefeitura independente. Não temos vínculo com a gestão de Salvador, ACM Neto responde pela gestão dele e Colbert pela sua. Não vamos aceitar que Feira adote medidas a partir das decisões da capital, ficar esperando as decisões de lá para adotar aqui. Não temos nada a ver com Salvador. O que não podemos fazer Colbert, é sacrificar nosso povo esperando o prefeito de Salvador tomar uma decisão sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo”, avaliou.

Para finalizar, Isaías cobrou reunião entre Secretaria Municipal de Saúde e agentes de endemias e comunitários. “ Os agentes de endemias e comunitários estão, até agora, sem equipamentos necessários para trabalhar na proteção contra o coronavírus. Não sei o que a secretária está esperando para se reunir com essa categoria e adotar medidas de proteção. Se a secretária não se posicionar, pode ter certeza que serei o primeiro a incentivar que eles parem os serviços”, prometeu.

Luiz Augusto critica pronunciamento de Isaías dos Santos

O edil Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM) defendeu o Governo Municipal das críticas do colega Isaías de Diogo (PDT).

“Estava atento ouvindo o pronunciamento de Isaías, que estava criticando as decisões do prefeito Colbert, garantindo ser atreladas as do prefeito de Salvador. Não entendi o discurso dele. Feira de Santana foi a primeira cidade a descobrir os casos e quando o prefeito ficou sabendo adotou as medidas necessárias para o cuidado com as pacientes. A equipe montada pela Secretaria de Saúde monitorou estas pacientes e até hoje vem tomando as medidas necessárias”, pontuou Lulinha.

E continuou. “ O governador do Estado e o prefeito ACM Neto determinaram medidas para conter a proliferação do vírus. Não entendi a intenção do vereador de menosprezar as atitudes do prefeito em conter a proliferação do vírus em nossa cidade. Temos que nos prevenir, assim como o país todo está fazendo. O que o Estado e o Município estão fazendo são ações de prevenção. Pela semelhança dos casos as mesmas medidas foram tomadas”, argumentou.

Para Lulinha, o posicionamento do colega foi incoerente. “O secretário Estadual de Saúde afirmou que não era necessário o cancelamento e em seguida o governador pede o cancelamento de reuniões e eventos com mais de 50 pessoas. A imprensa tem um papel importante neste cenário. Isaías, ao invés de fazer um pronunciamento elogiando as ações do prefeito, critica. As ações tomadas são no sentido de prevenção e vamos pedir a Deus que essa situação seja controlada”, disse.

Para finalizar, Lulinha cumprimentou o novo administrador do distrito de Governador João Durval. “Nailton está de volta. Se voltou é porque é bom. Já disse que o distrito vai ganhar uma praça nova, fruto de emendas de Zé Nunes e Prefeitura. A localidade do Galhardo vai receber calçamento em algumas ruas. É assim que trabalhamos: levando melhorias às comunidades. Além desses locais, outros serão contemplados”, findou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121760 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.