Prefeito Colbert Martins autoriza distribuição de alimentos para famílias carentes de Feira de Santana; Iniciativa é parte da política de enfrentamento a pandemia de Covid-19

O prefeito Colbert Martins Filho autorizou o início da distribuição de cestas básicas e material de higiene e limpeza às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza inscritas no CADUNICO.

O prefeito Colbert Martins Filho autorizou o início da distribuição de cestas básicas e material de higiene e limpeza às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza inscritas no CADUNICO.

O prefeito Colbert Martins Filho autorizou nesta segunda-feira (30/03/2020), o início da distribuição de cestas básicas e material de higiene e limpeza às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza inscritas no CADUNICO, priorizando as que tenham idosos no seu núcleo familiar. A iniciativa faz parte das medidas temporárias de proteção e prevenção para enfrentamento do Coronavírus (COVID-19) no município.

Durante a manhã, o prefeito Colbert Martins Filho explicou para profissionais de imprensa os detalhes técnicos da distribuição, que está sendo realizada por 30 equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social a partir desta tarde. “Não é necessário que as pessoas saiam de suas casas, formem filas, aglomerações, pois os alimentos serão entregues em domicílio para as pessoas já cadastradas nos programas sociais”, explicou.

“A programação será feita através de contato telefônico e a entrega diretamente nas residências, conforme o endereço disponibilizado no cadastro único, atendendo as recomendações dos decretos municipais de emergência e saúde pública”, completou Colbert.

A condocionalidade para recebimento de auxílio alimentação é: ser usuário integrante do CADÚNICO; estar com o CADÚNICO atualizado 2019; e estar com seu Número de Inscrição Social (NIS). Dentro deste critério, serão priorizadas: Famílias com idosos que não possuam nenhum benefício social (exceto Bolsa Família); e Famílias com crianças atendidas pelo Programa Criança Feliz.

Também estão entre as prioridades: famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: em extrema pobreza, com renda per capita de R$0,00 a R$ 89,00 mensais; Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: de R$89,01 até R$178,00 mensais; Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: de R$178,01 até 1/2 Salário Mínimo; Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: de 1/2 Salário Mínimo.

A distribuição será feita em três etapas, por cada CRAS, obedecendo os seguintes critérios:

  • 1ª ETAPA:

Famílias com idosos que não possuam nenhum benefício social (exceto Bolsa Família);

Famílias com crianças atendidas pelo Programa Criança Feliz;

  • 2ª ETAPA:

Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: em extrema pobreza, com renda per capita

de R$0,00 a R$ 89,00 mensais.

Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: de R$89,01 até R$178,00 mensais;

  • 3ª ETAPA:

Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: de R$178,01 até 1/2 Salário Mínimo;

Famílias com faixa de renda familiar total auto declarada: de 1/2 Salário Mínimo.

Confira no link abaixo a íntegra do Informativo da SEDESO sobre o auxílio alimentação:

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]