Preços de petróleo caem mais 6% após presidente Donald Trump suspender viagens entre EUA e Europa em decorrência da pandemia pelo Covid-19

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Donald Trump, presidente dos EUA.
Donald Trump, presidente dos EUA.
Donald Trump, presidente dos EUA.
Donald Trump, presidente dos EUA.

Os preços do petróleo caíam fortemente nesta quinta-feira (12/03/2020), após inesperadas restrições a viagens impostas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em uma tentativa de parar a disseminação do coronavírus após a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter classificado o surto como uma pandemia.

A queda nos preços também é influenciada por uma inundação de oferta barata no mercado após a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos terem afirmado que elevarão a produção em meio a uma disputa com a Rússia.

O petróleo Brent recuava 2,48 dólar, ou 6,93%, a 33,31 dólares por barril, às 8:18 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 2,05 dólar, ou 6,22%, a 30,93 dólares por barril.

“Se a guerra por participação no mercado não for parada, os estoques globais de petróleo ficarão cheios e os preços do Brent vão de novo ser negociados na casa dos 20 dólares até o final do ano”, disse o chefe de estratégia em energia da BCA Research, Robert Ryan.

Os dois contratos de referência do petróleo caíram cerca de 50% desde máximas tocadas em janeiro. Eles tiveram a maior queda percentual diária desde 1991, com a Guerra do Golfo, na segunda-feira, após a Arábia Saudita ter iniciado a guerra de preços.

O movimento surpreendente de Trump de restringir voos provavelmente significará uma queda maior na demanda por combustível de aviação e outros, em um mercado de petróleo já bastante impactado, embora ainda seja difícil estimar os efeitos da medida.

Futuros de Wall St atingem limite de queda por choque com viagens da Europa

Os futuros dos índices acionários dos Estados Unidos atingiram o limite de baixa nesta quinta-feira pela segunda vez nesta semana, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, suspendeu viagens da Europa mas não conseguiu convencer os mercados de que pode conter os danos econômicos do coronavírus.

Os e-minis do S&P 500 perdiam 139,25 pontos, ou 5,08%, no limite de queda de 2.601 pontos, indicando quando o índice referencial pode cair quando as negociações abrirem nesta sessão.

Os e-minis do Dow perdiam 1.231 pontos, ou 5.22%, e os e-minis do Nasdaq 100 caíam 402 pontos, ou 5.02%.

*Com informações da Agência Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113867 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]