‘Ópera dos Terreiros’ faz estreia mundial em Salvador

Cartaz anuncia 'Ópera dos Terreiros' em Salvador.
Cartaz anuncia 'Ópera dos Terreiros' em Salvador.
Cartaz anuncia 'Ópera dos Terreiros' em Salvador.
Cartaz anuncia ‘Ópera dos Terreiros’ em Salvador.

O Núcleo de Ópera da Bahia apresenta, pela primeira vez em Salvador, a “Ópera dos Terreiros” no sábado (14/03/2020), às 18:30 horas, no projeto Concha Negra da Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA). Será a estreia mundial do espetáculo na íntegra, que conta a história de amor entre um negro banto e uma negra nagô, com música e libreto de Aldo Brizzi, e letras de Jorge Portugal.

A abertura da noite será feita pelo projeto Casalabê. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (meia) e já estão à venda na bilheteria do TCA, nos SACs dos shoppings Barra e Bela Vista ou pelos canais Ingresso Rápido.

Com oito personagens principais, além do Coro do NOP, a “Ópera dos Terreiros” gira em torno do amor de Nzailu e Dara, uma espécie de “Romeu e Julieta” na história das pessoas negras que foram escravizadas para construir o Brasil. A relação é complicada desde que os bantos, primeiras populações negras a chegarem ao país, foram destinados ao trabalho pesado nas lavouras de cana-de-açúcar, café e mineração. Também foram os primeiros a montarem as resistências quilombolas.

Já os nagôs, chegados depois, sobretudo as mulheres, seguiram para os trabalhos na casa grande e se dedicaram aos serviços domésticos. Por isso, a família de Dara, que é nagô, jamais consentiria seu casamento com o banto Nzailu, que eram vistos como “afeitos ao trabalho braçal” e cultuadores de inquices, não dos orixás.

Através desse romance proibido, o espetáculo consegue abordar duas das diversas correntes étnicas e culturais que aportaram no Brasil, e a rivalidade que existia entre elas. Tematiza, também, como a busca da liberdade era um ponto em comum a todos. A música segue como norte da narrativa, pelos sons da afro-descendência, misturando canto lírico e alabês. Trechos da ópera foram apresentados, no final do ano passado, em Roma e Grenoble, que terá sua estreia completa agora.

Sobre o Núcleo de Ópera da Bahia

O Núcleo de Ópera da Bahia, criado em janeiro de 2016 por Aldo Brizzi, mescla o universo da ópera com a cultura afro, mais especificamente à afro baiana. Associou-se ao Cortejo Afro e já produziu diversos espetáculos, como a ópera “Treemonisha”, apresentada na Bahia e em Portugal, e a “Ópera Junina”, apresentada em 2017, no Pelourinho.

Agenda

O quê: “Ópera dos Terreiros” – Concha Negra

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves (Praça Dois de Julho, s/n – Campo Grande)

Quando: 14 de março de 2020, às 18:30 horas

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 105523 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]