Comércio deve reabrir, diz presidente Jair Bolsonaro no Twitter após pronunciamento; Extremista menospreza efeitos nefastos da pandemia de Covid-19

Presidente Jair Bolsonaro defende retorna das atividades produtivas.

Presidente Jair Bolsonaro defende retorna das atividades produtivas.

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (25/03/2020) no Twitter que o comércio deve reabrir em meio à pandemia de coronavírus, que já infectou mais de 2 mil pessoas e matou 46 no Brasil, e defendeu a necessidade de cuidar dos idosos e de pessoas portadoras de doenças. Observa-se que extremista menospreza efeitos nefastos da pandemia de Covid-19 e as

“38 milhões de autônomos já foram atingidos. Se as empresas não produzirem não pagarão salários. Se a economia colapsar os servidores também não receberão. Devemos abrir o comércio e tudo fazer para preservar a saúde dos idosos e portadores de comorbidades”, escreveu o presidente na rede social.

A publicação no Twitter acontece no dia seguinte a pronunciamento em rede nacional de rádio e TV feito por Bolsonaro, no qual ele voltou a minimizar a pandemia, classificando o Covid-19, doença causada pelo coronavírus, de “gripezinha” e “resfriadinho”. Ele também criticou governadores e prefeitos que adotaram medidas de restrição à circulação para tentar conter o avanço do vírus.

A fala foi alvo de críticas dos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de outras autoridades.

*Com informações de Eduardo Simões, da Agência Reuters.

Leia +

Parlamentares, governadores e entidades cobram responsabilidade após presidente Jair Bolsonaro voltar a minimizar pandemia de Covid-19

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]