Bolsa de Valores cai 10%; Circuit breaker é acionado pela 2ª vez na semana; Mecanismo foi acionado após classificação de Covid-19 como pandemia

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Ibovespa sofreu queda acentuada nesta quarta-feira (11/03/2020).
Ibovespa sofreu queda acentuada nesta quarta-feira (11/03/2020).
Ibovespa sofreu queda acentuada nesta quarta-feira (11/03/2020).
Ibovespa sofreu queda acentuada nesta quarta-feira (11/03/2020).

O Ibovespa despencou 10% na tarde desta quarta-feira (11/03/2020) e acionou circuit breaker pela segunda vez nesta semana, diante de temores globais com o novo coronavírus, agora classificado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde. O mecanismo é acionado quados as perdas atingem mais de 10% na bolsa.

Às 15:14, o índice atingiu a queda de 10,11% a 82.887,24 pontos e interrompeu suas negociações por 30 minutos. O Ibovespa não operava neste nível desde outubro de 2018. O volume financeiro somava R$ 21,6 bilhões. As principais bolsas de valores norte-americanas e europeias também registram quedas.

A aceleração da queda ocorreu após a OMS categorizar o surto do coronavírus como pandemia.

“Estamos profundamente preocupados com os níveis alarmantes de disseminação e severidade e com os níveis alarmantes de inação. Por isso, avaliamos que o Covid-19 pode ser caracterizado como uma pandemia”, afirmou o diretor-geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus em entrevista coletiva.

Também pressionando o índice, estavam os papéis de Petrobras, que recuavam cerca de 12% cada no momento da paralisação, após a Arábia Saudita afirmar mais cedo que planeja expandir ainda mais a capacidade de produção de petróleo, impactando no preço da commodity.

Dólar volta a subir ante real acompanhando exterior após maior perda em 6 meses

 O dólar era negociado em alta contra o real no início desta quarta-feira, voltando a superar 4,66 reais depois de registrar maior queda em seis meses na sessão anterior, acompanhando o menor apetite por risco no exterior.

Às 9:07, o dólar BRBY avançava 0,37%, a 4,6630 reais na venda. O dólar futuro de maior liquidez DOLc1 operava em alta de 0,30%, a 4,6685 reais.

Na véspera, a divisa norte-americana sofreu sua maior queda diária em seis meses, cedendo 1,69%, a 4,6457 reais na venda.

Neste pregão, o Banco Central ofertará até 20 mil contratos de swap tradicional com vencimentos em agosto, outubro e dezembro de 2020.

*Com informações da Agências Brasil e Reuters.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121701 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.