A Bahia na liderança da magistratura nacional | Por Luiz Holanda

Desembargador Jatahy Junior é eleito presidente do Colégio de Presidentes Regionais Eleitorais (COPTREL).Desembargador Jatahy Junior é eleito presidente do Colégio de Presidentes Regionais Eleitorais (COPTREL).


A política nos mostra, da pré-história aos dias atuais, a trajetória dos líderes que contribuíram para o desenvolvimento da humanidade.  Presente no dia a dia das pessoas e das organizações (a começar pelo Estado), sempre distinguiu o líder que soube montar uma estrutura organizacional aplicando valores e princípios que gerassem resultados.

Muitos são os estilos, do autoritário ao democrático. Os que se distinguiram no Judiciário sempre foram, em sua maioria, democráticos: souberam como conduzir um grupo de indivíduos transformando-os em uma equipe capaz de fazer a diferença.

Entre estes, atualmente, um se distingue: o desembargador Jatahy Junior, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia-TRE/BA, que vem se destacando pela positiva e democrática atuação no TJ/BA e à frente do colegiado eleitoral.

Seu desempenho no comando da instituição conseguiu motivar os servidores e prestadores de serviços, mesmo diante de uma crise tão intensa como a que estamos vivendo. Sua última conquista elevou a Bahia na liderança do Judiciário Nacional.

Rompendo com um costume que escolhia, na maioria das vezes, os magistrados do sul do país para dirigir as associações classistas mais importantes da magistratura, Jatahy conquistou os colegas com sua simplicidade e atitudes democráticas, ao ponto de ser eleito, pela maioria dos presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil, presidente do Coptrel.

O Coptrel foi criado em 16 de setembro de 1995, em Florianópolis. É uma sociedade civil sem fins lucrativos, de âmbito nacional, integrada pelos desembargadores que estiverem na presidência dos TREs. O Colégio tem como Presidente de Honra o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, atualmente a ministra Rosa Weber.

Nas reuniões do colegiado o objetivo é aperfeiçoar a prestação do serviço eleitoral e desenvolver ferramentas que auxiliem no seu processo. A maioria dos seus colegas entendeu que Jatahy era o homem certo para presidir a instituição neste momento de crise, no qual sua liderança poderá contribuir para a magistratura eleitoral desempenhar sua função durante o pleito que se avizinha, por sinal o mais crítico desde a criação da Justiça Eleitoral. Obteve 19 votos dos 27 presidentes votantes.

Para Jatahy, o papel do magistrado, como pilar da justiça é promover a união diante do desafio que se apresenta, notadamente nas mudanças que se fazem necessárias para a valorização da magistratura e do Judiciário como um todo.

A participação dos colegas nas ações associativas é o seu lema. Sob sua liderança o Coptrel se distinguirá na prestação dos serviços eleitorais em defesa da cidadania. Sua vitória não foi exclusivamente pessoal, mas sim da Bahia, que, graças à sua liderança, é, hoje, líder inconteste na magistratura nacional.

*Luiz Holanda, advogado e professor universitário.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Luiz Holanda
Luiz Holanda é advogado e professor universitário, possui especialização em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (SP); Comércio Exterior pela Faculdades Metropolitanas Unidas de São Paulo; Direito Comercial pela Universidade Católica de São Paulo; Comunicações Verbais pelo Instituto Melantonio de São Paulo; é professor de Direito Constitucional, Ciências Políticas, Direitos Humanos e Ética na Faculdade de Direito da UCSAL na Bahia; e é Conselheiro do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/BA. Atuou como advogado dos Banco Safra E Econômico, presidiu a Transur, foi diretor comercial da Limpurb, superintendente da LBA na Bahia, superintendente parlamentar da Assembleia Legislativa da Bahia, e diretor administrativo da Sudic Bahia. E-mail para contato: [email protected]