Vendas no vareja da Bahia crescem 2,1% em 2019 e superam índice nacional

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Em 20119, vendas no vareja da Bahia superam índice nacional.
Em 20119, vendas no vareja da Bahia superam índice nacional.
Em 20119, vendas no vareja da Bahia superam índice nacional.
Em 20119, vendas no vareja da Bahia superam índice nacional.

As vendas no comércio varejista baiano em 2019 cresceram 2,1% em comparação a 2018, de acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – realizada em âmbito nacional – e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan). O crescimento de 7,4% em dezembro de 2019, na comparação com igual mês do ano anterior, contribuiu para o resultado positivo.

“Essa taxa do acumulado do ano foi a maior dos últimos quatro anos consecutivos e supera a média nacional, que registrou a expansão no volume de negócios de apenas 1,8%. O avanço de dezembro também foi bem superior ao nacional, que foi de 2,6%. Este desempenho do varejo baiano está relacionado ao aumento da empregabilidade, uma vez que a Bahia liderou a geração de empregos formais no Nordeste em 2019, com 30.858 novos postos de trabalho, através de políticas públicas que vêm dinamizando vários setores econômicos”, avaliou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro. Na análise sazonal, o comércio varejista no estado baiano foi positivo em 1,3%.

Por atividade, os dados do comércio varejista do estado baiano em dezembro de 2019, quando comparados aos de dezembro de 2018, revelam que cinco dos oito segmentos que compõem o indicador do volume de vendas registraram comportamento positivo. Listados pelo grau de magnitude das taxas em ordem decrescente, destacaram-se Móveis e eletrodomésticos (50,8%), Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (17,3%), Tecidos, vestuário e calçados (8,5%), Combustíveis e lubrificantes (7,2%), e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,1%). A mais importante influência positiva em dezembro veio do segmento Móveis e eletrodomésticos seguido por Tecidos, vestuário e calçados, Outros artigos de uso pessoal e doméstico, e Combustíveis e lubrificantes.

Nos demais segmentos, as variações negativas foram: Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,8%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-3,4%), e Livros, jornais, revistas e papelaria (-29,1%). No que diz respeito aos subgrupos, verifica-se que registraram variações positivas Eletrodomésticos, e Móveis 65,7%, e 20,3% respectivamente, e Hipermercados e supermercados negativa de 1,4%.

Comparativo do comércio varejista ampliado

O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e mais as atividades de Veículos, motos, partes e peças e de Material de construção apresentou crescimento nas vendas de 8,0%, em relação à igual mês do ano anterior, também influenciado pelo efeito base. No acumulado dos últimos 12 meses, a variação ficou em 1,8%.

Vista da cidade de Salvador, nas imediações do Centro Admirativo Iguatemi.
Vista da cidade de Salvador, nas imediações do Centro Admirativo Iguatemi. Setor do comércio apresentou crescimento em 2019.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113513 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]