Sob o comando do ministro Sérgio Moro, número de estrangeiros expulsos do Brasil cresce 85% em 2019

Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública do Governo Bolsonaro.
Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública do Governo Bolsonaro.
Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública do Governo Bolsonaro.
Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública do Governo Bolsonaro.

O número de estrangeiros que foram expulsos do Brasil pelo Ministério da Justiça, comandado pelo extremista de direita Sérgio Moro, cresceu 85% em 2019 em comparação com 2018.

Segundo dados publicados pelo jornal O Globo, a pasta comandada pelo ministro Sergio Moro emitiu decretos de expulsão no ano passado para 1.238 pessoas.

Apesar das emissões dos decretos de expulsões, o número de pessoas retiradas do país é menor porque cabe à Polícia Federal cumprir a determinação do Ministério da Justiça.

Segundo o jornal, o aumento do volume dos decretos de expulsões se deve a um mutirão realizado pelo Departamento de Migrações (Demig).

O aumento desse tipo de ação vem crescendo desde 2017, quando foi aprovada a nova Lei de Migrações. Em 2015, antes da lei, por exemplo, apenas 22 estrangeiros foram expulsos.

De acordo com a lei brasileira, o Brasil pode fazer uso de três medidas para obrigar estrangeiros a voltarem para seus países de origem.

Uma delas é a extradição, que é quando o governo brasileiro entrega um estrangeiro em território brasileiro para que cumpra pena ou responda a um processo em outro país que possua tratado de extradição com o Brasil. Outra medida que consta na legislação é a deportação, que se trata do retorno compulsório de um estrangeiro por causa da entrada ou permanência irregular no país. Já a expulsão é aplicada quando o estrangeiro é condenado no país por crime doloso, como tráfico de drogas.

*Com informações da Agência Sputnik Brasil.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108307 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]