Produtores rurais do Distrito de Humildes começam curso pelo ‘Programa Agronordeste Bahia’

Produtores rurais do Distrito de Humildes iniciam primeiro módulo do curso promovido pelo programa Agronordeste Bahia.

Produtores rurais do Distrito de Humildes iniciam primeiro módulo do curso promovido pelo programa Agronordeste Bahia.

Produtores rurais do Distrito de Humildes começaram nesta sexta-feira (14/02/2020), o curso Negócio Certo Rural (NCR) promovido pelo Programa Agronordeste Bahia. A primeira turma, formada por 30 produtores, iniciou o módulo I e está aprendendo noções de negócio para transformar sua produção em renda para família.

A primeira etapa do curso é dividido em três módulos, cada um de 16h. São orientados por técnicos do CNA/SENAR (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) sobre gerência rural. A implantação de uma ideia de negócio dentro da propriedade rural, de acordo com o produto em potencial da região.

No caso de Humildes, foram selecionados os produtores rurais da cadeia da mandioca. Durante o curso eles irão identificar cada perfil (se trabalha com a venda direta da mandioca ou produção de alimentos derivados da raiz) e potencializar com os recursos disponíveis.

“O programa tem o objetivo de fazer com que eles tenham um pensamento profissional de como gerir a ‘empresa rural’ com planejamento. De acordo com o perfil de cada um”, explica a instrutora Alessandra Torres.

Na segunda etapa, cada produtor rural terá direito a 3h de consultoria particular com engenheiros agrônomos credenciados no programa. Toda tecnologia disponível será apresentada para eles. Após esse processo, durante dois anos, os produtores receberão assistência do programa.

O Curso Negócio Certo Rural é fruto de uma parceria da Prefeitura de Feira de Santana, Governo Federal, CNA/SENAR e o Sindicato dos Produtores Rurais de Feira de Santana. O secretário de Agricultura do Município, Mário Borges, explicou que o trabalho retoma um projeto que foi abandonado pelo governo estadual e é de fundamental importância para o pequeno produtor da zona rural.

“Essa é uma experiência única. O morador do campo muitas vezes não tem noção de como plantar. E plantar com assistência técnica é plantar melhor. É plantar para dar uma qualidade de vida melhor para todos nós”, afirma a presidente da Associação Comunitária do Campestre, Zenilda Oliveira Santos.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]