OMS terá nova reunião com especialistas para discutir coronavírus de origem da China; Cai para 8 número de casos suspeitos de contágio no Brasil

Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV), realizado pelo Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que atua como Centro de Referência Nacional em Vírus Respiratórios para o Ministério da Saúde.
Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV), realizado pelo Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que atua como Centro de Referência Nacional em Vírus Respiratórios para o Ministério da Saúde.
Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV), realizado pelo Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que atua como Centro de Referência Nacional em Vírus Respiratórios para o Ministério da Saúde.
Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV), realizado pelo Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que atua como Centro de Referência Nacional em Vírus Respiratórios para o Ministério da Saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) planeja realizar uma reunião de dois dias, a partir da próxima terça-feira (11/02/2020), com o objetivo de discutir discutir medidas para lidar com o surto do novo coronavírus.

Nessa quarta-feira (05/02/2020), a OMS informou que vai convidar especialistas, profissionais da área médica e outros para ir a Genebra, na Suíça. Entre os tópicos a serem discutidos está o desenvolvimento de formas de tratamento e de vacinas eficientes contra o vírus. Segundo a entidade, não existe cura eficaz no momento.

A Organização Mundial da Saúde também solicitou cooperação financeira de países-membros da instituição, acrescentando que são necessários US$ 675 milhões nos próximos três meses para ajudar nações com sistemas médicos precários.

Cai para 8 número de casos suspeitos do novo coronavírus no país

O Brasil registrou uma queda para 8 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, sem qualquer confirmação da doença respiratória no país, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, na manhã desta quinta-feira durante reunião com secretários estaduais e municipais para discutir ações em relação ao vírus.

Os casos suspeitos sob investigação são 3 em São Paulo, 3 no Rio Grande do Sul, 1 no Rio de Janeiro e 1 em Santa Catarina, de acordo com o ministério. Na véspera, segundo o secretário, eram 11 casos suspeitos. Até o momento, conforme Oliveira, o Brasil já descartou 24 casos suspeitos do novo coronavírus.

Oliveira disse que excepcionalmente o ministério trabalhou para apresentar esses dados na reunião com os secretários de Saúde pela manhã desta quinta. A pasta tem feito a divulgação diária dos dados em entrevistas coletivas à tarde.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, coordena os trabalhos da reunião e comentou sobre a necessidade de discutir ações conjuntas em relação ao coronavírus e outras enfermidades, citando a tentativa de se erradicar o sarampo.

O surto de coronavírus, que tem a China como epicentro, registrou 563 mortes naquele pais e já infectou cerca de 28 mil pessoas, segundo autoridades chinesas.

*Com informações das Agências Brasil e Reuters.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112581 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]