FENATRAD protesta contra declaração de Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro

Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro.
Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro.
Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro.
Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro.

A Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD) repudia veementemente a última declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quarta-feira (12/02/2020), onde comemorou o aumento do dólar, pois a moeda a “R$ 1,80 permitia a doméstica ir à Disney”.

“Trata-se de uma declaração extremamente preconceituosa e infeliz. Como um representante do alto escalão do Governo Federal pode emitir uma fala discriminatória contra uma classe tão importante para a sociedade? As domésticas contribuem para a economia mundial. Somos representantes da classe trabalhadora, e temos o direito de gastar o dinheiro como desejar”, afirma Luiza Batista, presidenta da Federação.

Ela também frisou que esta situação colocada pelo ministro não condiz com a realidade da categoria.

“Com o salário que recebe uma doméstica neste país, a viagem à Disney só ocorre se for acompanhando os empregadores, para tomar conta de seus filhos. Ou seja, a viagem é a trabalho. O salário mal dá para garantir uma cesta básica, nem mesmo financiar um momento de lazer com a sua família”, frisou a dirigente sindical.

A secretária-geral da federação, Creuza Oliveira, por sua vez, afirmou que “é uma declaração embutida de muito preconceito, discriminação e infeliz. Segundo a dirigente sindical, o ministro deveria respeitar a classe trabalhadora. “É um absurdo um ministro da Economia falar tal asneira. Poucos dias depois de chamar os servidores de parasitas, esse cidadão choca de novo o país falando tamanha besteira”, protestou Creuza Oliveira.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112762 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]